AventureBoxExplore
Create your account
Escalada na Pedra Bela com o GPM

Escalada na Pedra Bela com o GPM

Escalada na Pedra Bela com o GPM

Climb

Desde o dia em que eu havia realizado o Curso Básico de Escalada em Rocha na Fálésia Paraiso com o Lasanha através da EscalaVale, eu não havia me atrevido a fazer qualquer escalada que fosse além da "escalaminhada", mas fui juntando o mínimo de equipamentos necessários e preparando a ideia. Vai que...

Nesse meio tempo fiz um rapelzinho aqui, outro ali, mas somente rapel não tem muita graça pra quem gosta do trekking, eu gosto de progressão e transposição, claro que rapel é exatamente isso, mas na vida de quem gosta de caminhar por aí encontramos mais desafios para subir do que para descer, e alcançar os objetivos que estão além da caminhada e que necessitam de experiência, prática e conhecimento de técnicas de escalada me causam admiração e vontade.

Ideia que segue devagar mas sem perder os Dois Dedos de Deus de vista, o Paulista e o Teresopolitano.

Sonho meu!!

Surgiu o evento de Vivência de Escalada em Rocha na Pedra Bela, organizado pelo GPM - Grupo Paulista de Montanhismo, uma forma de proporcionar uma experiência de escalada para pessoas nunca ou pouco tiveram contato com o esporte, de forma segura e assistida, em vias de baixa dificuldade, mas é ideal para os iniciantes como eu que querem experimentar um pouco antes de investir em cursos e equipamentos.

Fui sem maiores expectativas de escalar, alias, fui na intenção de ser apena contrapeso ( seg), aprender pela observação e ver vários amigos que estavam lá tanto como instrutores como instruídos vivenciando a experiência.

Depois que todos subiram o Marcelo Franco me jogou na corda e mandou ir pra cima. Seja o que Deus quiser!

A parede tem mais ou menos 50 metros, a via é classificada como 3° com pontos de 4° e possui uma plataforma natural mais ou menos em sua metade que serve como parada.

Uma enfiada de sapatilha de cada vez e fui subindo, claro que sem olhar para trás, baixo ou lado, apenas para cima, me concentrando apenas na minha respiração e nas próximas agarras. 5 min depois eu já estava na parada, mas parecia que já havia passado umas 4 horas.

" Cheguei, vou só olhar a paisagem e descer" - eu

" Não senhor, a opção aqui é só pra subir, relaxa na parada, abaixe a adrenalina, curta a paisagem e logo vc vai terminar a subida" - Case Aquino

Fazer o que né?

Um passo de cada vez, nem fiquei olhando muito, até que chegou minha hora de encarar a segunda parte.

"Como saio daqui, isso aqui não tem como subir, não tem 1cm de agarra e tem um buraco aqui, como vou me apoiar pra sair daqui?..." - eu

"Esse é o crux, mas tem que confiar na sapatilha, olha que ponto ótimo para apoiar a o ponta do pé - mostrando uma ponta de 5mm de profundidade por 1cm de largura - um passo de cada vez, se apoie nos pontos, coloque força nas pontas dos dedos, jogue o corpo pra frente, mantenha o quadril levantado para aumentar a aderência, incline para transferir o apoio e soltar os membros para o próximo apoio..." - Marcelo Franco

Confesso que eu não ouvi nada do que ele disse, nessas horas tudo que falam o nosso cérebro ouve latim, mas entendi que era pra subir, e com muita ajuda da Aline, que estava fazendo minha “seg” por cima, fui chegando até o "cume".

Meu primeiro cume escalando!!!!

O retorno foi de rapel em corda dupla com marchand abaixo do ATC e o Marcelo Franco fazendo o “seg” logo abaixo, devagarinho por que não sou feito de rocha.

Agradeço ao GPM e aos amigos presente pelo ótimo domingo e cheio de experiencia e aprendizado, e recomendo a todos se permitirem a realizar esta experiencia com quem entende de segurança e escalada.

-------------------------

-------------------------

-----------------------------------

Rox
793

---------------------------------------

Adventures Map

348 Following



Minimum Impact
Manifesto
Rox

Dri @Drilify, Fabio Fliess and 405 others support the Minimum Impact Manifest