AventureBoxExplore
Sign Up

Branca de Neve - Parque Estadual dos Três Picos

Trilha de incrível beleza, localizada no Vale dos Frades, no Parque Estadual dos Três Picos.

Mountaineering Hiking

Tipo de Aventura: Trilha (Hiking) no Parque Estadual dos Três Picos

Duração: 1 dia, 10/08/2019.

Ponto de Início e Fim: Fazenda Itatiba - https://goo.gl/maps/3ukZkShBZY2fE8tF8

Tracklog Utilizado: Leochicaybam

https://pt.wikiloc.com/trilhas-trekking/pico-branca-de-neve-teresopolis-rj-36226660

DICAS:

  • Se chover nos dias anteriores, a estrada pode ser de difícil acesso;
  • Leve protetor solar, grande parte da trilha é exposta;
  • Use um tenis ou bota com boa aderência, a parte final da trilha é na rocha;
  • Contemple a beleza Cênica do local;
  • Cuidado com o gado, existem alguns registros de pessoas que ficaram acuadas

RELATO

Ao chegar no ponto de encontro, na rodoviária Novo Rio, às 6:00 da manhã, já percebi que teria um dia incrível pela frente. O evento conseguiu reunir um grupo de grandes amigos que a montanha me deu. Alguns que eu não via há algum tempo. Claro, nesse contexto, as brincadeiras e as histórias começaram a rolar já antes de irmos para a trilha.

A viagem foi tranquila, com uma parada para tomar café da manhã. Estávamos na Fazenda Itatiba por volta das 9:00, onde descemos da van, recebemos uns lanches do Beto, nosso motorista, arrumamos as mochilas e começamos a subir.

O início da trilha é uma caminhada por dentro da fazenda, sem dificuldade técnica até o começo da subida, onde é preciso ficar bem atento para não pegar um caminho de gado e seguir na direção errada. Isso quase aconteceu com a gente, mas por sorte, percebemos o erro e acertamos o rumo. Alí, já dava para perceber a beleza do Vale dos Frades. O dia estava incrivelmente lindo. A paisagem do Parque Estadual dos Três Picos, especialmente da vista em direção aos Três Picos, Capacete e Caixa de Fósforo, parece um quadro delicadamente pintado à mão. Algo tão impressionante que as minhas palavras aqui escritas ou as fotos não poderão demonstrar com tamanha intensidade.

Realmente belo

Dalí por diante a trilha entra em uma mata um pouco mais fechada, já com uma aclividade considerável. Como disse no início do relato, estava cercado por grandes amigos. Subimos colocando o papo em dia, rindo de situações do passado, contando histórias, falando como estava a vida e etc. Com essa galera, a diversão estava garantida em qualquer local. Em certo momento, eu refleti com alguns deles o quanto aquilo é importante para nós. Na natureza, fora do caos da cidade, a gente consegue realmente se desconectar de todos os problemas e da ansiedade da vida normal, estando 100% presente. Falando sobre temas mais profundos com a atenção que aquilo merece. É um processo de desconexão e conexão ao mesmo tempo. Doido isso...

Conexão e desconexão

Contemplar o Vale dos Frades

Daí por diante o grupo ganhou em rendimento na frente. Só que eu fiquei um pouco mais para trás com um participante/amigo: o PR. Foi uma subida muito emocional. O PR vinha de longa inatividade, por conta de alguns procedimentos de saúde que ele teve que fazer nos últimos meses. Fazia um bom tempo que nós não caminhávamos juntos ou parávamos para conversar. Ele seguiu, sempre no seu ritmo, sem deixar a energia cair. Usando toda a energia que tinha, vencendo metro após metro e me vendo contando piada para animar ele. Atingimos a laje de pedra, onde nossa estratégia passou a ser a seguinte: eu subia na frente, dava apoio moral, contava piada e falava para ele que o quanto eu acreditava que ele seria capaz. ELE CONSEGUIU. Chegamos juntos no cume da Branca de Neve, onde o restante da galera nos esperava. É isso aí, irmão, tirou onda...FOGUETE NÃO TEM RÉ.

tmj PR

Lá em cima rolou o ritual de sempre: comemos, brincamos, tiramos fotos e apreciamos mais um pouco daquele visual espetacular. Aproximadamente às 13:30, começamos a descer. Já na descida, encontramos um perfeito local para tirar a foto do grupo.

A descida foi mais tranquila que a subida. Nela, todos conseguiram andar juntos sem muitas dificuldades. Aproximadamente às 15:15 da tarde já estávamos de volta ao local da van.

Foi um dia perfeito. Daqueles únicos que combinam amizade, companheirismo, emoção e montanha. Valeu, Clube Outdoor, estamos no caminho certo.

 

Bruno Negreiros
Bruno Negreiros

Published on 08/16/2019 14:19

Performed on 08/10/2019

2 Participants

Josye Villela Clube Outdoor

Views

574

6
Fabio Fliess
Fabio Fliess 08/16/2019 14:50

O visu dessa montanha é incrível. Vale muito a pena! Parabéns pela aventura Bruno!

Bruno Negreiros
Bruno Negreiros 08/17/2019 17:27

Valeu, Fliess...vamo bater esse recorde aí da plataforma!

Fora de Roteiro
Fora de Roteiro 08/24/2019 15:58

Essa montanha é top demais, tem um dos visuais mais incríveis!

Tiago Oliveira
Tiago Oliveira 11/11/2019 10:41

Irado demais irmão, nesse pico tem alguma área para acampar?

Fora de Roteiro
Fora de Roteiro 11/14/2019 14:01

Olá Tiago, nessa parte do Parque dos Três Picos de Teresópolis não é possível acampar pois é dentro de uma Área particular. Mas na parte do Parque de Nova Friburgo tem uma área de camping muito boa e gratuita.

Tiago Oliveira
Tiago Oliveira 11/15/2019 10:44

Ah sim eu já acampei lá, realmente uma estrutura muito boa 🙂

Bruno Negreiros

Bruno Negreiros

Rio de Janeiro

Adventures
36
Rox
775

Engenheiro ambiental e montanhista com o sonho de contribuir para a disseminação dos esportes ao ar livre e de aumentar a conscientização ambiental e social no mundo outdoor.

Map
www.instagram.com/brunobnegreiros?r=nametag

770 Contacts



Minimum Impact
Manifesto
Rox

Edson Maia, Bruna Fávaro and 256 others support the Minimum Impact Manifest