AventureBoxExplore
Create your account
Cachoeira do Meu Deus / Eldorado (SP) - Set/12

Cachoeira do Meu Deus / Eldorado (SP) - Set/12

Cachoeira portentosa, nos arredores do parque estadual Caverna do Diabo. Trilha feita com meu brother Ivo, quilombola e mateiro do Sapatu!

Acordei às 6h30 para fotografar o Rio Ribeira, mas fui surpreendido por uma chuva leve que caiu rapidamente. Acabei desistindo das fotos e voltei para o saco de dormir. Fui acordado pelo Ivo, que veio ver se eu tinha dormido bem e também para a gente fazer a trilha até a Cachoeira Meu Deus, dentro da comunidade quilombola Sapatu, mas fora dos limites do Parque Estadual Caverna do Diabo. Desmontei rapidinho o acampamento, botei as coisas no carro, e subimos por uma estradinha de terra que leva até a entrada da trilha.

A trilha desce bem forte por uns 10 minutos, até encontrar o Vale da Ostra. Esse vale e o rio que o forma tem como principal característica a sequência alucinante de quedas d´agua (contei 15), e a quantidade de pedras lisas. A vegetação é muito bonita, mata atlântica exuberante. A caminhada cruza a todo o momento o Rio das Ostras, um rio de águas menos geladas do que o que parece.

Eu e o Ivo íamos em um ritmo bem devagar, conversando muito e trocando ideias e impressões sobre a trilha e a vida em geral. Descobri que o cara foi meu vizinho de bairro durante muito tempo, só que eu não lembrava de tê-lo conhecido. Mundo pequeno...

Cerca de duas horas depois, chegamos à Cachoeira Meu Deus. O nome se deve à expressão que todos fazem ao ver aquela cachoeira espetacular. Eu soltei um “puta que pariu!” sincero: a cachoeira é realmente muito linda, com dois poços azulados, e ficando no fim de um cânion. Lógico que mergulhei nessas águas e aproveitei o que pude ao máximo.

Voltamos por um atalho e chegamos ao carro em 20 minutos. Voltamos o local onde eu fiquei acampado e ali me despedi do Ivo. Fui convidado para numa próxima oportunidade ficar na casa dele, lá na comunidade Sapatu. Muito legal, e convite aceito!

Fui almoçar no restaurante da Graça, o Kaverna, que fica na sede do Parque Estadual Caverna do Diabo. Comi um mega prato por R$ 21,90, que tranquilamente serve duas pessoas. E a comida é muito saborosa!

Depois do almoço, dei uma descansada dentro do carro, e logo depois segui em direção à Iporanga (SP), sempre com o Rio Ribeira à minha direita. Quarenta minutos de estrada e cheguei à simpática cidade de Iporanga: pequena, mas muito bem organizada. Fui seguindo as placas para o núcleo Santana. Quando saí da cidade e peguei uma estrada de terra, encontrei uma senhora no ponto de ônibus com um a criança de colo, esperando transporte. A mulher ia levar a criança ao médico. Não podia passar batido: ofereci carona e levei a mulher até a cidade de Apiaí (SP), onde acabei passando a noite em um hotel, pagando R$79.

Amanhã cedo volto em direção de Iporanga, para visitar o PETAR.

Marcelo Baptista
Marcelo Baptista

Published on 10/17/2015 10:51

Performed on 09/21/2012

Views

1728

Marcelo Baptista

Marcelo Baptista

São Paulo

Rox
865

Montanhista, mochileiro, viajante, pai, conectado com as boas vibes do universo e com disposição ainda para descobrir os mistérios da vida.

Adventures Map
cantinhodogibson.blogspot.com.br/

297 Following



Minimum Impact
Manifesto
Rox

Fabio Fliess, Bruno Negreiros and 394 others support the Minimum Impact Manifest