AventureBoxExplore
Create your account

Atividades Outdoor com cachorros

Será que podemos ter a companhia dos peludinhos em nossas aventuras?

No Brasil, boa parte dos Parques Nacionais e Estaduais, Reservas ecológicas entre outros não permitem a entrada ou permanência de cães porque se tratam de áreas de proteção ambiental. A política brasileira em relação à animais domésticos no ambiente outdoor praticamente não existe, o que dificulta bastante saber quais atividades podemos ter ou não com os nossos cachorrinhos.

A presença de um pet no ambiente outdoor pode gerar um desequilíbrio, tanto para o meio quanto para o nosso 'au-migo'. Ele pode contrair doenças, além de poder se tornar hospedeiro de pulgas e carrapatos, por exemplo, bem como levar alguma doença para os animais da fauna local.

Porém, há vários locais públicos e também propriedades privadas que permitem a presença de cães. Então, combinar uma aventura com a companhia do seu peludinho pode ser uma ótima ideia!

O que preciso saber antes de levar meu cachorro para a minha aventura?

Verifique, no caso de parques ou reservas, praias e afins se a presença do cão é permitida. Se não for, respeite as normas do local: você pode ser multado por crime ambiental caso leve o seu animalzinho.

Em propriedades privadas, confira a flexibilização do acesso com os donos ou gestores do local e verifique a possibilidade de levar seu cãozinho junto a você.

Beleza, vi que posso levar meu cachorrinho! Que cuidados devo tomar?

Antes de mais nada, converse com o veterinário de sua confiança se o seu cachorro tem condições físicas de participar da atividade que você está propondo, bem como se a vacinação está em dia. Além disso, verifique também se os vermífugos, antipulgas e anticarrapatos estão nos conformes. No caso das trilhas, não é muito difícil montanhistas e trilheiros voltarem de suas caminhadas com algum carrapatinho, imagine então o seu amigo peludo, por exemplo.

Importante também providenciar uma coleira de identificação com o nome do seu bichinho, o seu próprio nome e um telefone de contato, para o caso dele se perder.

E sobre o que levar? Há alguma coisa em especial?

Sempre há a necessidade de levar bastante água limpa, principalmente em dias mais quentes. Lembre-se que da mesma forma que nós sentimos sede com frequência os cães também tem muita sede, ou até mais que nós.

Os horários da alimentação devem ser mantidos. Então, para o cachorro seguir saudável, leve ração suficiente para o consumo dele durante a atividade proposta. Se for fazer uma trilha ou caminhada que dure a manhã, por exemplo, leve a porção que ele comeria durante esse período de tempo. Vale dizer que não é aconselhado ofertar muita comida para ele antes de iniciar a atividade, pois pode ocasionar uma torção gástrica.

"Quando o cão ingere uma quantidade exagerada de alimentos fermentáveis ou líquidos ocorre uma dilatação em seu estômago, e consequentemente pode haver a sua torção. O órgão distendido tende a girar bruscamente sobre si mesmo, cortando qualquer tipo de acesso sanguíneo local e impede que os gases que produz sejam expulsos. E então, cheio de alimentos que precisam de digestão, o estômago retorcido prende a comida e não deixa que ela seja eliminada do corpo do cão pela via intestinal nem por vômitos" (Fonte: Centro de Ensino Veterinário e Agropecuário)

Um outro item importante para o bem estar do cãozinho é o protetor solar canino. É uma loção diferente da de uso humano, que deve ser passada no focinho, pontinhas das orelhas, parte de trás das patinhas... Essas áreas que tem menos pelinhos para proteger a pele! Devemos dosar a quantidade de produto para que ele seja devidamente absorvido pela pele do cachorro e possa trazer a proteção máxima.

Que outros cuidados preciso ter?

Ainda falando sobre o Sol, muito cuidado com o horário que for levar o cachorro para a sua caminhada. Nas trilhas encontramos muitas pedras e, dependendo da hora do dia, ficam bem quentes, daí a temperatura elevada delas pode acabar queimando as patinhas do seu pet. O mesmo vale em praias, com a areia quente, por exemplo. Busque levar seu companheiro em horários de Sol mais baixo, como o início da manhã ou finzinho da tarde.

Outro cuidado é com as necessidades fisiológicas do animal! Que não devemos deixar lixo no caminho, já deveria ser automático e certo. E isso inclui o cocôzinho do seu filho de quatro patas. O cocô deve ser preferencialmente recolhido ou então, dependendo muito do local, enterrado em um buraco com 20 cm de profundidade, respeitando sempre o mínimo impacto.

Entendido tudo isso! Mais algum detalhe?

Sim! Mesmo com tuuuudo isso, tem um detalhe importantíssimo que é observar a linguagem corporal e o comportamento do seu cachorrinho.

Por exemplo, se o seu cachorro é mais agitadinho, mas de repente ele está andando grudado em você ou até mesmo 'pedindo colo', pode ser um sinal de cansaço ou até mesmo medo. Não force ou puxe. Respeite o tempo dele.

Mas, se ele demonstra euforia e alegria, corre... Aí sim a gente sabe que o passeio está fazendo muito bem pro nosso peludinho!

Os cachorros são excelentes companheiros! Respeite-os, cuide deles, trate bem! Eles serão fiéis e amorosos com você por toda a vida!

PS: Esse modelinho lindo das fotos é o Baunilha! Meu viralatinha amado <3

7
AventureBox Brasil
AventureBox Brasil 05/10/2021 13:29

Excelente matéria Danielle! Esse tema é pouco divulgado, até mesmo pelos parques, por isso gera muita dúvida. Obrigado por compartilhar! 🤘🏼⛰ 🐶

Danielle Hepner
Danielle Hepner 05/10/2021 13:44

Obrigada AventureBox Brasil! Eu e o Baunilhinha ficamos felizes por, de alguma forma, contribuir com a plataforma! 🐶🐾🌿

Fabio Fliess
Fabio Fliess 05/10/2021 14:39

Baunilha dando o exemplo!!! Muito bom garoto... 🐶🤗

James Polz
James Polz 05/11/2021 07:34

Parabéns pelo artigo!!! Muito esclarecedor! Por desconhecimento e descuido com os pets nas atividades outdoor, temos reflexos negativos já observados na fauna selvagem, como exemplo a sarna em indivíduos do lobo-guará, infelizmente...

Danielle Hepner
Danielle Hepner 05/11/2021 22:04

Fliess, Baunilhinha é muito reizinho, né?!

Danielle Hepner
Danielle Hepner 05/11/2021 22:10

James, obrigada viu! Tem muito detalhe que precisa atentar que só pensei ou descobri depois de ter meu cachorrinho comigo, sabe. Pode ser muito boa a cia, mas realmente temos que ter a consciência no lugar em relação à como a presença dele naquele meio afeta ele mesmo e também os demais animais, né... Bem como você falou mesmo. Assim como humanos, tratamentos preventivos de vacinas, entre outros, são benéficos não só para o próprio bichinho, mas também no controle da propagação de doenças. Às vezes a gente esquece que o nosso animalzinho pode ser o transmissor e prejudicar a fauna local.

James Polz
James Polz 05/12/2021 06:05

Bacana Danielle! Para o bem deles e de todos!

Danielle Hepner

Danielle Hepner

Caxambu - MG

Rox
1800

nerd! professora de matemática apaixonada por montanhas, viagens, doguinhos e ukulele.

Adventures Map

7 Posts

See More

1153 Following



Minimum Impact
Manifesto
Rox

Bruno Negreiros, Bruna Fávaro and 386 others support the Minimum Impact Manifest


Together
Inclusive Adventures
Rox

Renan Cavichi, Peter Tofte and 142 others support the Together page.