AventureBoxExplore
Create your account

- Paranapiacaba

A misteriosa vila inglesa de Paranapiacaba está localizada no alto da serra, pertencente ao município de Santo André – SP, seu nome é de origem tupi, que significa “lugar de onde se vê o mar”.

O intenso nevoeiro é uma característica da vila, o que a deixa com ar londrino e misterioso, dando ainda mais força para as lendas locais, além de ser encantador caminhar por ele.

- Véu da noiva

“Véu da noiva” uma das lendas mais famosas.

Uma trágica história de amor – o filho do engenheiro inglês da São Paulo Railway apaixonou-se pela filha de um operário, e mesmo as famílias sendo contrárias a uniãoeles resolveram se casar, porém no dia do casamento o moço foi trancado no porão da casa de seu pai, deixando a noiva esperando no altar. Pobre moça, ainda vestida de noiva e desolada pelo ocorrido, pegou o primeiro trem em direção a baixada santista e quando a composição atravessava a ponte da grota funda, jogou-se no precipício. Conta a lenda que a neblina que invade a vila de Paranapiacaba é o longo véu da noiva que sai da grota funda e vai para a vila procurar seu amado.

Alguns trilheiros alegam ver a noiva se jogando da ponte,quando estão acampados no Quarto patamar. Bem não sei se é verdade ou história de trilheiro.

- Engenheiro chefe

Outra lenda famosa é da casa do Engenheiro Chefe, hoje conhecida como castelinho.

A casa foi construída no ponto mais alto da vila em uma posição estratégica, pois possibilitava ao engenheiroDaniel Fox vigiar os operários da ferrovia e toda a movimentação na vila, quem entrava e saia.

A lenda diz que o engenheiro continua vigiando a vila, e que é possível vê-lo olhando pelas janelas do castelinho, ou vê-lo nas dependências da casa.

- Trem fantasma

Infelizmente alguns acidentes trágicos aconteceram durante o período em que o sistema ferroviário funicular operava e isso fez com que algumas lendas surgissem, como é o caso do “Trem fantasma”, nome dado por algumas pessoas que afirmam ouvir o som de uma locomotiva e sentir o deslocamento de ar dentro do 13º túnel, causado pela mesma.

Muito trilheiros afirmam que durante a calada da noite é possível ouvir gritos ou até mesmo ver algumas dessas vítimas.

- Guarda fantasma

A ferrovia atraiu ladrões para a região da vila de Paranapiacaba, e para certificar-se que estava tudo bem com os moradores, um guarda batia três vezes na porta das casas e os moradores respondia com três toques, caso estivesse tudo bem, e o guarda seguia sua ronda. Porém mesmo com falecimento do guarda, algumas pessoas afirmam ouvir as três batidas na porta da casa durante a noite.

- Clube Lyra

O Clube União Lyra Serrano servia como quadra de esportes, salão de festas, cinema e teatro. Por muitos anos os bailes foram animados e contava com a presença de uma bela bailarina, o qual seu sapateado atraia a atenção e encanto de todos, porém com o passar do tempo os bailes ficaram menos frequentes e a talentosa bailarina envelheceu e junto com a idade vieram os problemas de saúde que a tiraram dos bailes no Clube Lyra. Porém algumas pessoas afirmam vê-la dançar sozinha no salão do clube até os dias atuais.

-Lenda João Ferreira

Reza a lenda que um casal foi fazer turismo na vila de Paranapiacaba em um dia de nevoeiro, e não encontrou ninguém além de um senhor vestido de terno e chapéu cujo nome era João Ferreira, que dizia ser um guia da cidade. E assim os acompanhou por toda a vila, contando histórias locais, o passeio terminou no cemitério, mesmo local de origem, e onde o senhor João Ferreira desapareceu.

Em um segundo momento o casal retorna a vila e resolve procurar pelo senhor João Ferreira e agradecê-lo pelo passeio anterior. Como fazia sol, eles encontraram muitas pessoas na rua, porém ninguém conhecia esse senhor, então foram até ao cemitério para ver se o encontravam e o coveiro disse que o único João Ferreira que existia estava morto e o casal pode confirmar pela foto da lapide que o defunto e o Guia eram a mesma pessoa.

- Pau da Missa

A igreja do Senhor Bom Jesus fica na parte alta da Vila de Paranapiacaba e quando o padre precisava anunciar cerimônias religiosas e cortejos fúnebres aos moradores da parte baixa da vila, utilizava uma árvore conhecida como pau da missa. Diz a lenda que se alguém bater três vezes à meia noite na árvore (hoje é apenas um tronco, pois precisou ser podada) verá a pessoa cujo nome/cortejo foi anunciado no pau da missa.

Elas Outdoor Sp

Elas Outdoor Sp

São Paulo

Rox
1061

Relatos e dicas de mulheres apaixonadas pelo esporte outdoor ♀️⛰🏕🏄🏽‍♀🧗🏻‍♀🚴🏾‍♀🚣🏿‍♀ Instagram: @elasoutdoorsp 🔰 Desde 03/2020

Adventures Map
linktr.ee/elasoutdoosp

43 Posts

See More

111 Following



Minimum Impact
Manifesto
Rox

Peter Tofte, Bruno Negreiros and 386 others support the Minimum Impact Manifest


Together
Inclusive Adventures
Rox

Renan Cavichi, Fabio Fliess and 142 others support the Together page.