AventureBoxExplore
Sign Up

Cachoeira Santo Isidro - Serra da Bocaina

Caminhada tranquila até uma das cachoeiras mais conhecidas da parte alta do Parque Nacional da Serra da Bocaina.

Hiking Waterfall

Cachoeira Santo Isidro – 07.09.2018

Fazia muito tempo que eu queria voltar à Serra da Bocaina, pois minha única passagem pela região se deu em 2001, quando fiz o histórico Caminho de Mambucaba (Trilha do Ouro). Como a Letícia também não conhecia a região, aproveitamos um feriado da Independência para fazer algumas trilhas na região.
No dia 07, saímos de Itaipava em direção a São José do Barreiro/SP, cidade que serve de porta de entrada para quem vai conhecer a parte alta do Parque Nacional da Serra da Bocaina e seus atrativos. Fizemos o caminho de sempre, pegando o Arco Metropolitano e a via Dutra. Na altura de Barra Mansa, saímos da Dutra em favor de estradas menos movimentadas, como a RJ-157, SP-064 e SP-068, esta última também conhecida como Rodovia dos Tropeiros. São estradinhas estreitas e sinuosas, mas muito mais bonitas. Como não estávamos com pressa, fomos curtindo a paisagem.
Depois de passar por Bananal e Arapeí, enfim chegamos a São José do Barreiro. Nem paramos na cidade e seguimos direto para a portaria do Parque, que fica a 27kms da cidade. Seguimos pela estrada (SP-221) que alterna trechos recém asfaltados, de cascalho e de barro. Minha vaga lembrança era de uma estrada horrível, mas haviam melhorado bastante o acesso. Em alguns pontos dessa estrada construíram mirantes. Vale parar o carro e contemplar o visual incrível da região.

Por volta das 11h, deixamos o carro no estacionamento do parque, pegamos as mochilas e seguimos para a portaria do parque. Chegando lá, conversamos rapidamente com o guarda parques e registramos nossa entrada. O parque ainda não está consolidado em termos de visitação, por isso não oferece nenhum serviço ao visitante. Mas tampouco é cobrado algum valor pelo ingresso.
Seguimos sem pressa pelo trecho inicial da Trilha do Ouro, que na verdade é uma estrada, bem larga e demarcada. Com pouco menos de 1km caminhados, chegamos a um rio. Em 2001 me lembrei de ter que tirar a bota para poder atravessar, mas agora existe um pequeno desvio a direita que leva a uma ponte de madeira.
Voltando ao estradão, caminhamos mais 500 metros até a entrada para a cachoeira, que fica a esquerda. A trilha até o poço é bem íngreme, com muitos degraus. O parque fixou corrimões de madeira para auxiliar os visitantes nesse trajeto. Rapidamente chegamos ao poço, que estava bem cheio. Muitos trilheiros aproveitando o feriadão para fazer a Trilha do Ouro. O sol tímido não nos deixou entrar na água (mentira... estava com preguiça mesmo). Achei um ponto legal, abri meu tripé e fiquei tirando várias fotos da cachoeira, que é realmente linda. Vale mesmo a visita.

A queda tem cerca de 50m e o enorme poço tem fundo arenoso. Em boa parte desse poço, dá para caminhar com água na altura do joelho. A água é gelaaaaada!
Ficamos cerca de 40 minutos por lá, e resolvemos voltar. Fomos subindo e parando para fotografar nos poços superiores. Em pouco tempo estávamos de volta ao estradão e em cerca de 35 minutos no carro. Dali retornamos cerca de 1km e depois pegamos outra estradinha de terra para a pousada Campos da Bocaina, que fica dentro de uma RPPN, de mesmo nome.
A pousada seria nossa base para fazermos as trilhas para o Pico Tira Chapéu e para a Pedra da Bacia (ou Pedra Alta). A entrada para essa última trilha fica a menos de 500m da pousada.
Como a maioria das hospedagens na parte alta da região, oferece pensão completa. Deixamos nossas coisas em um dos chalés externos e fomos direto almoçar uma comida deliciosa. A pousada fica em um platô com vista privilegiada da serra. Dá para curtir um por do sol deitado na rede do chalé. A noite ficamos conversando com outros hóspedes em volta da fogueira. Quem gosta de astrofotografia dá para aproveitar a beleza do céu estrelado.

Dicas:
- Parque Nacional da Serra da Bocaina: criado em 1971, possui diversos atrativos, como montanhas, cachoeiras e travessias. A portaria funciona de 6 as 18h, mas a entrada é permitida apenas até as 16h.
Site: https://www.icmbio.gov.br/parnaserradabocaina/
- Pousada Campos da Bocaina: http://pousadacamposdabocaina.com.br/
- Caminho de Mambucaba: é a mais famosa Trilha do Ouro do país, com cerca de 45kms de extensão, geralmente percorridos em três dias. Não é necessária a contratação de guias, mas é preciso obter autorização através do e-mail pnsb.rj@icmbio.gov.br com 7 a 10 dias de antecedência (em feriados, de 15 a 20 dias).

Fabio Fliess
Fabio Fliess

Published on 07/05/2020 17:28

Performed on 09/07/2018

1 Participant

Letícia Fliess

Views

313

14
Fabio Fliess
Fabio Fliess 07/06/2020 11:16

Valeu André. Agradeço a leitura!

Fabio Fliess
Fabio Fliess 07/06/2020 11:17

Valeu Brunão!! Em breve saem do forno mais dois relatos da região da Bocaina! Abraços.

Renan Cavichi
Renan Cavichi 07/06/2020 16:28

Massa Fliess! Pousadinha show heim, na cara do gol! Não conhecia...

Fabio Fliess
Fabio Fliess 07/06/2020 16:54

Fala Renan!! Valeu... Cara, se a ideia é fazer ataques aos atrativos da parte alta essa pousada é perfeita. Fica pertinho de tudo. Se o grupo estiver animado para andar, nem precisa sair de carro. Na sequencia vou colocar mais relatos da região. Abraços.

Gonçalves
Gonçalves 07/06/2020 17:14

Muito bom!!

Fabio Fliess
Fabio Fliess 07/06/2020 17:44

Valeu Gonçalves!!!

Gonçalves
Gonçalves 07/06/2020 17:45

Em setembro vou (de novo) pra chapada duamantina e quando voltar vou postar. Se tiver interesado em ir vou com minha esposa. Exso avisar!

Fabio Fliess
Fabio Fliess 07/06/2020 17:57

Show Gonçalves! Não deixe de postar sua aventura. Isso ajuda a incrementar a rede. Abração.

Fabio Fliess

Fabio Fliess

Petrópolis - RJ

Rox
2354

Take it easy e bora pras montanhas! Instagram: @fliess

Adventures Map

5681 Following



Minimum Impact
Manifesto
Rox

Ana Retore, Renan Cavichi and 309 others support the Minimum Impact Manifest


Together
Inclusive Adventures
Rox

Bruna Fávaro, Ana Retore and 81 others support the Together page.