AventureBoxExplore
Create your account

Sobre Mapas e Montanhas

Conheça as ideias e objetivos por trás do projeto Sobre Mapas e Montanhas (SMM).

Sobre Mapas e Montanhas

A prática dos esportes ao ar livre exige uma série de conhecimentos prévios específicos relacionados às características naturais e sociais do local de interesse. Apesar da obviedade disso, podemos perceber que nem sempre esse conhecimento é adequadamente difundido, quase sempre sendo preterido por questões técnicas relacionadas à procedimentos, preparo físico ou especificidades de equipamentos.

Pensando nisso e visando contribuir para o contínuo desenvolvimento de montanhistas e praticantes de atividades ao ar livre, criamos o Sobre Mapas e Montanhas. Esse artigo se apresenta como o primeiro de uma série de matérias relacionadas a serem publicadas nas próximas edições do boletim do CEB. Nosso objetivo é apresentar e discutir temas relevantes das geociências, suas tecnologias e áreas afins, no contexto do montanhismo. A ideia é abordar os assuntos de forma direta e objetiva, através de textos, ilustrações, desenhos esquemáticos e/ou infográficos, sem perder o embasamento.

Mas não se prenda literalmente ao nome do projeto. A nossa ideia não é falar somente sobre cartografia, mas apresentar um conceito mais amplo representado pelo ciclo completo dos esportes ao ar livre. O “Mapa” simboliza a elaboração prévia e o estudo dos aspectos naturais mais importantes para que tudo ocorra bem, enquanto a “Montanha” representa a prática em si. Ou seja, trabalhar os mais variados temas das áreas de interesse mencionadas, partindo desde a fase de estudos até a leitura aplicada do terreno durante a atividade.

Como dizem os mais experientes: “o planejamento é a etapa mais importante da sua aventura”. Para isso, as primeiras ferramentas ou fontes de dados às quais os praticantes dessas atividades recorrem são aquelas que podem compilar um máximo de informações relevantes de maneira objetiva. Dessa forma, muito provavelmente as primeiras fontes de pesquisa serão os Mapas, seja eles em sua forma tradicional ou em algum tipo de formato digital.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os mapas são representações gráficas planas de aspectos geográficos, naturais, culturais e artificiais de uma área, delimitando elementos físicos, políticos e administrativos. Os usos são variados, indo desde o técnico até o temático, cultural ou ilustrativo.

Raul Friedmann (2009) foi muito feliz em descrever as quatro perguntas fundamentais de orientação e navegação: "De onde viemos? Onde estamos? Para onde vamos? Como iremos?". Os mapas podem até não responder a todas essas questões, mas seguramente nos ajudam muito nesse sentido.

Dentre os mais variados tipos de mapas, fato que inclusive resultou em uma ciência só para isso (a cartografia), existem os político-administrativos, viários, demográficos, econômicos, etc. Todavia, alguns tipos são de especial interesse para nós montanhistas: as cartas topográficas. Nelas encontramos informações valiosas sobre vias de acesso, hidrografia, relevo e elementos notáveis no terreno. Compare nas ilustrações, três distintas formas de representação do mesmo espaço geográfico: parte de Copacabana, Urca e Botafogo.

FIGURA 1 - Recorte de carta topográfica na escala 1:50.000, produzida pela DSG/Exército Brasileiro

FIGURA 2- Recorte de um mapa digital disponibilizado pelo Google Maps"

FIGURA 3 - Tomada aérea da Zona Sul do Rio, em três dimensões, obtida pelo software Google Earth

E onde podemos encontrar mapas de qualidade para serem usados na prática do montanhismo? As fontes mais consagradas são o IBGE e o Exército Brasileiro. Também é muito comum a pesquisa em fontes mais específicas, como a administração de parques, zonas administrativas ou afins.

Nos tempos atuais, também não podemos deixar de lembrar dos mapeamentos produzidos pelos gigantes comerciais Google e Bing, nem da revolução gerada pelo desenvolvimento do mapeamento participativo para a cartografia, resultando em fontes como o OpenStreetMap. Esse assunto é extremamente importante e merece ser melhor discutido. Se você se interessa pelo assunto, fica de olho nos próximos boletins, onde vamos abordar essas e também outras questões. Até lá!

Nessa edição agradecemos à amiga Josye Vilella, por traduzir nossa ideia em arte, elaborando o logotipo para a coluna.

---

O projeto Sobre Mapas e Montanhas é publicado periodicamente nos boletins do Centro Excursionista Brasileiro - CEB e replicado aqui no AventureBox. Para acessar o boletim na íntegra, acesse: https://www.ceb.org.br/category/boletins/

Referências

FRIEDMANN, Raul M. P. Fundamentos de orientação, cartografia e navegação terrestre. 3. ed. Curitiba: UTFPR, 2009.

SILVA, Isabel de Fátima Teixeira et al. Noções básicas de cartografia. Rio de Janeiro: IBGE, 1999.

Autores

Bruno Negreiros é engenheiro ambiental e sócio do CEB.

Gabriel Lousada é geógrafo, mestre em geografia e sócio do CEB.

Rafael Damiati é geógrafo, mestre em sensoriamento remoto e auxiliar de guia do CEB.

2
Alexandre Fialho
Alexandre Fialho 01/08/2021 08:27

É como estudar história e geografia antes de colocar o pé fora de casa.

Sobre Mapas E Montanhas
Sobre Mapas E Montanhas 01/09/2021 20:01

Grande Fialho. Obrigado pelo carinho.

Sobre Mapas E Montanhas

Sobre Mapas E Montanhas

Rio de Janeiro

Rox
185

Apresentação e discussão de temas relevantes das geociências, suas tecnologias e áreas afins, no contexto do montanhismo. Por Bruno Negreiros, Gabriel Lousada e Rafael Damiati


4 Posts

See More

2887 Following