AventureBoxExplore
Create your account
06 - Nevado Mateo (5.150m) 

06 - Nevado Mateo (5.150m) 

Nossa última aventura da Cordillera Blanca, ataque ao cume do Mateo em um dia. Vídeos e Fotos.

High Mountaineering Mountaineering Trekking

"Apenas um lembrete - um guia não é substituto para habilidade, experiência, julgamento e muita tensão." - Charlie Fowler

Essa é o sexto e último relato da sequência de aventuras pela região Norte do Peru. Sendo composta pelos seguintes relatos seguintes no meu perfil:

01 - Laguna Wilcacocha (3.725m)

02 - Laguna Paron (4.205m)

03 - Laguna 69 (4.200m) + Trek Santa Cruz (4,750m)

04 - Trek Vallunaraju + IceClimb (4.945m)

05 - Trek Campo Base Ishinca (4.440m)

06 - Nevado Mateo (5.150m)

====================================================================================

Dados Necessários:

  1. Táxi local até Punta Olimpica (por ser ponto turístico , muitos carros sobem lá)
  2. Distância: Huaraz x Yanama
  3. Tempo de caminhada: 1h30

Embarcamos no táxi era 5horas da manhã, já com mochilas e equipamentos pronto seguimos em direção ao túnel mais alto do mundo, na região de Ancash. Não sabiamos muito sobre esse túnel e mais tarde descobrimos que várias pessoas sobem lá a turismo apenas para prestigiar as lindas montanhas, que nós ao subir aquelas infinitas curvas enjoativas vimos ao amanhecer. Tivemos lindas visões do Chopicalque entre outras montanhas.

Chopicalque recebendo as primeiras luzes do dia!

Fomos os primeiros a chegar no ponto de partida, era 7horas e comemos algo para começar a subir o Nevado Mateo e seus 5.100 ; considerada uma montanha "fácil" sem "gretas" ela é indicada para quem está começando em Alta Montanha, mas não que ela seja rápida de se fazer, sem exigir acampamento, e já começar por suas rochas que o cuidado deve ser pouco.

Antes mesmo de subir já estavamos congelando os dedos, o frio era extremo, e por ser uma montanha de ataque rápido, tinhamos de subir e descer rápido também. Como nossa ida ao Tocllaraju havia sido suspensa, nosso guia estava a nosso dispor por mais 2 dias, foi quando decidimos ir ao Nevado Mateo depois de um dia de retorno do Toclla, o tempo parecia bom e ele concordou em subir com a gente. Sem dúvida foi a melhor coisa a ser feita.

Em janeiro de 2019, praticamente 5 meses após a nossa ida a essa vislumbrante montanha, e fora da temporada houve um acidente fatal com dois montanhistas na mesma região; não sabemos ao certo os reais motivos, mas eu me lembro bem de quando estava subindo ela, o quanto eu cansava cada passada afundando meu piolet e meus pés na neve, que parecia fofa jé, eu olhava para trás e via uma espécie de buraco me dizendo se você cair todos vão parar lá embaixo, sabe não tinha tempo par mim parar, eu estava no meio da cordada, na frente seguia o guia Daniel e atrás de mim meu esposo Samuel, eu tinha que continuar e foi o que eu fiz, o tempo estava limpo e bom mas nós sabiamos que ele poderia virar a qualquer momento.

Visão da trilha de aproximação as rochas do Nevado Mateo.

Allan e Tiago


Subimos o moraine rock com as botas de neve já e nossos equipamentos, quando chegamos ao trecho de neve colocamos os crampons e nos encordamos, Tiago e Allan ficaram na segunda corda e subiram após nós.

Eu e samuel na subida, foto tirada por Daniel.

Na foto eu tirei o óculos pra ver se ficava bonita na foto mas dá pra ver que não rsrs, fora que antes de subir esqueci de passar o protetor solar e olha só o estado da minha pele!

Eu e Sam no cume do Nevado Mateo, já com o tempo se fechando, na aba de fotos tem mais fotos da vista.

Tiago e Allan no cume, após nós.

Sam tira selfie enquanto descemos.

Era 9hras quando todos já tinha descido da parte nevado, agora tinhamos que descer de volta para o carro e retornar a Huaraz, após nós ainda subiu no mesmo dia um grupo com mais de 6 pessoas.

Nem tudo era rocha, rs ... tinha lindas flores pelo caminho de volta.

Na próxima foto da pra ver ainda uma galera descendo, foto tirada a partir do Tunel Olimpico.

Era hora de voltar pra casa, de fato era nosso fim de estadia no Peru, teríamos mais um dia e enfim voltariamos pra casa, nossa ida até o Nevado Mateo nos deixou muito felizes, pela nossa primeira experiência seja ela grande ou pequena, temos certezas que voltamos vivos e com muito aprendizado que ficará pra sempre em nossas lembranças, estar em um lugar inóspito exigiu de todos nós conhecimentos sim mas a sabedoria da decisão foi a maior exigência.

Não gravamos tracklog nesse dia, mas fica ai nosso relato.

Agradeço aos meninos por estarem juntos nessa!.

Dri @Drilify
Dri @Drilify

Published on 02/24/2019 11:13

Performed on 09/20/2018

2 Participants

Samuel Gonçalves Tiago Amaral

Views

2131