AventureBoxExplore
Create your account
2º Visita ao Parque Nacional do Itatiaia - RJ

2º Visita ao Parque Nacional do Itatiaia - RJ

Trilhas: Ovos de Galinha - Pedra do Sino - Morro do Couto e base de Prateleiras

Hiking Mountaineering

Gratidão ao Criador pelos dois dias emoldurados pelo céu azul, sol e ventos bons para vivenciar essa aventura.

Gratidão aos amigos pela oportunidade de visitar pela segunda vez o Parque Nacional de Itatiaia e ver com outras perspectivas essa Natureza exuberante.

Partimos de São Paulo às 23 horas do dia 28 e chegamos no PNI às 6 horas do dia 29, com uma turma super animada para trilhar no frio rsrs.

Ao chegarmos na estrada de terra que leva ao PNI por volta das 5 horas, um lobo guará desfilou elegantemente na frente da van e eu acordei todos com minha admiração :) todos se encantaram com a recepção ilustre kkkkk.

Obs: O lobo-guará faz parte da lista de animais em situação vulnerável. Em outras palavras, ameaçados de extinção... :(

No posto do Marcão ficamos aguardando liberação dos guias, por ser período de férias estava lotado, então o jeito foi conversar, fazer novas amizades, alongamentos e tirar fotos para espantar o frio.

Antes de iniciar a trilha foram definidas pelos guias as regras para o êxito da aventura, eu decidi acompanhar o ritmo da minha amiga Andrea, pois era sua primeira trilha nesse nível de dificuldade, então fomos em passos tranquilos conversando e curtindo a natureza, assim pausamos algumas vezes e pudemos tirar fotos e admirar as paisagens...

O primeiro objetivo foi a formação rochosa que se destaca no vale, os Ovos de Galinha, as rochas em formato de ovos parecem pousar no monte, é muito curioso como elas ficaram nessa posição de equilibrio gravitacional rs, foto abaixo.


Quando chegamos no topo foi uma festa, todos queriam ficar próximos ou debaixo das pedras, como se pode ver na foto acima.

Na foto abaixo é de cima dos Ovos de Galinhas, onde é possível ver o vale onde minutos antes estávamos trilhando.

Lá de cima o vento estava frio, mas suave e agradável pois sol aquecia, fiquei ali alguns minutos sentada meditando e fazendo uma prece de gratidão por todas as coisas da vida rssrs e uma colega tirou essa foto, meio arábe rsrs

Partimos então para o próximo objetivo, a Pedra do Sino, onde a subida é bem íngrime e precisa de um certo esforço, mas a paisagem é linda lá de cima.

Pausa pra respirar e apreciar o horizonte e registrar com uma foto a vida de aventureira rsrsr.

E continua a subida, parei pra alongar e registrar o momento várias vezes, pra mim estava tudo tranquilo quase um passeio no parque kkk

Os colegas chegaram no cume e acenavam pra nós lá de cima...

Na foto acima enfim o cume da Pedra do Sino que está a 2.670 metros de altitude, o 9º pico mais alto do Brasil!! Cheguei feliz!! mais um objetivo alcançado!!

Lá em cima teve até comemoração de aniversário, muitas risadas, depois fiquei quietinha curtindo o silêncio e admirando essa face de Agulhas Negras para receber toda essa energia boa que vem com o vento e das paisagens...

Descemos, pude ver o sorriso no rosto dos colegas, eu realmente admiro todos os que compartilham esses momentos na natureza, são pessoas realmente sensíveis e especiais.

Agulhas Negras é sempre uma imponente rocha!!

E chegamos ao fim do primeiro dia, fomos para o Hostel Picus, tivemos uma recepção muito organizada, eu precisava de uma boa noite de sono então me recolhi e dormi feito uma rocha rsrs.

Dia seguinte, após um belo café, estava pronta para os objetivos: Morro do Couto e Base de Prateleiras, na foto acima na subida para o Morro do Couto estou apontando para Serra Fina, nesse momento determinei minha próxima travessia, fiquei encantada com seu perfil topografico, um desafio aos amantes da natureza e aventureiros, após vê-la tão destacada no horizonte me convoquei para subi-la rsrs.

Mas voltemos para o atual relato rs, estamos subindo o Morro do Couto na foto acima e logo mais chegaremos na oitava maior elevação rochosa brasileira, com 2.680 metros de altitude.

Olhando esses camarada felizes, o que posso dizer? Sou muito feliz pelas escolhas que tenho feito, me sinto mais perto de Deus quando estou nesses lugares, estar nesses lugares é minha alegria!

Próximo objetivo base de Prateleiras e estamos chegando no final da minha segunda visita ao PNI, esse lugar com suas rochas sob a luz do sol e o céu azul é espetacular.

Quando chegamos na base de Prateleiras mais uma vez recebo o horizonte com a vista para Serra Fina, logo mais estarei por ai andando na sua crista e descobrindo sua altitude e seus horizontes!

Enquanto os colegas desceram para cachoeira e alguns até ariscaram um mergulho, eu e a Andrea fomos no riacho e molhamos a mão na água gelada, durante o dia a temperatura variou entre 14 e 16 graus, mas a sensação térmica por conta do vento era em torno de 12 graus. Os colegas que mergulharam disseram que sentiram o amortecimento do corpo, a temperatura da água deveria estar próxima de zero grau.

Vendo a foto acima, me vem uma reflexão, no riacho sem perceber eu minha amiga fizemos nossa reverência a Mãe Natureza, cada uma com o seu jeito e o seu silêncio, molhou as mãos na água gelada e ficou ouvindo por alguns minutos o murmúrio da água corrente entre as pedras, esse líquido que no dia a dia não damos importância, contém na sua essência a vida.

A lição que extraio dessa visita é que a relação de equilíbrio e sinergia entre o ser humano e a Mãe Natureza é a base da Humanidade, caso não tenhamos essa percepção e respeito, acredito que como espécie estamos fadados ao colapso...

Eu e minha amiga caminhamos até o ponto de encontro e nos reunimos com o grupo na van, voltamos para Sampa com a consciência de nossa pequenez e da grandiosidade da Mãe Natureza.

Me sinto imensamente feliz por poder viver e compartilhar minhas percepções e aventuras, é um previlégio sou só Gratidão!!