AventureBoxExplore
Create your account
Serra do Ibitiraquire - Paraná

Serra do Ibitiraquire - Paraná

7 Cumes : 1º Tucum, 2º Camapuã, 3º Cero Verde, 4º Itapiroca, 5º Paraná, 6º Caratuva, 7º Taipabuçu

Mountaineering Trekking Camping

Obrigada Deus, total gratidão pela oportunidade de viver essa aventura. Foram 3 dias desafiadores e maravilhosos, subindo picos, montanhas, descendo vales e atravessando matas , com essa galera pra lá de especial. Foi, surreal, extraordinário, incrível!

Nesta minha terceira travessia minhas percepções nos pontos mais altos são de um horizonte de montanhas que permitem a expansão da mente e da visão, o céu fica mais próximo, e fui conduzida a constatar a pequenez humana e aumentar o meu respeito pela Mãe natureza.

Estava um pouco ansiosa pois nunca tinha vivido um desafio desses, mas fui fazendo pausas rápidas, o suficiente para apreciar o horizonte, contemplar a obra do Criador, descontrair com os colegas, registrar com uma fotografia, agradecer e seguir em frente, meditando nas seguintes palavras:

Você está aqui apenas para uma rápida visita, aprecie, relaxe, sinta o sol, o vento e as flores no meio do caminho. Respeite o seu limite, inspire, respire e agradeça sempre.

  • Primeiro dia :

Iniciamos na chácara do Bolinha, por volta das 14 horas já tínhamos alcançado 3 picos Tucum, Camapuã e Cerro Verde, descido 3 vales, estávamos mais próximos ao Pico Paraná.

Pausa no pico Tucum para uma lanche rápido e cargueira nas costas novamente pra não esfriar o corpo.

Primeiro dia de muitas subidas e descidas entre mata fechada, campo aberto, escaladas leves mas pra mim eram pesadas, rsrsr, foi exaustivo mas as paisagens e os horizontes compensavam, e o pôr do Sol do primeiro dia foi um espetáculo de Luz e sombras...

Estava exausta só queria montar acampamento, comer algo quente e dormir, mas teve uma balada na vizinhança, turma da faculdade de medicina acampavam conosco tinha som alto na montanha kkk, mas eu dormi como uma pedra...

  • Segundo dia:

Após ótima noite de descanso, levantamos acampamento por volta das 7 horas e partimos rumo ao Pico Paraná, só pra registar :

O pico Paraná é a montanha mais alta da Região Sul do Brasil. Altitude: 1.877 m; primeira ascensão: 13 de julho de 1941; proeminência: 1.142 m; formação rochosa de granito e gnaisse; localizado entre o município de Antonina e Campina Grande do Sul, no conjunto de serra chamado Ibitiraquire, que na língua tupi significa "Serra Verde".

Nunca tinha feito uma escalaminhada, mas me senti a vontade e foi tranquilo, me senti num parque de diversões... hahaha

Sorrir e transpirar rs foi uma mistura de emoções antes de chegar ao Pico Paraná!

Nessa foto estou registrando minha visita ao Pico Paraná. Agradeço a Deus por ter a saúde e poder estar em lugares incríveis como este, pois tenho absoluta convicção de que o seu Amor, Bondade e Proteção me acompanham em cada passo da minha vida e das minhas aventuras.

Em grupo seguimos para o Pico Caratuva para montarmos acampamento, com as cargueiras nas costas, a subida foi sofrível, paredes de pedra nos desafiaram, foi um dos momentos mais críticos, então lembrei de minha mãe, se ela estivesse ali ficaria bravíssima comigo, kkk.

Mas ao chegar ao 6º cume e olhar para o céu e ver um satélite passando e ver que se está mais perto das estrelas, tudo se aquieta e vale a pena!!! Montei minha barraca no escuro com ajuda de um camarada e tentei dormir...

  • Terceiro dia:

Devido ao excesso de adrenalina não tive uma boa noite de sono, mas acordei as 5 horas, fiz minha meditação, as 7 horas saímos do acampamento no pico Caratuva, descemos na base deixamos as cargueiras, descemos subimos matas numa trilha por vezes fechada, foi o dia mais cansativo, porém com empurrão dos colegas segui para o 7º cume, Pico Taipabussu, registrei no livro o meu muito obrigado a Deus por tudo, e segui com garra para o 8º cume, Pico Ferraria, fui até a base, mas percebi que precisava parar, a mente até queria ir, mas o corpo estava pedindo pausa, sentei e fiquei esperando os colegas voltarem para eu retornar. Eles subiram o Pico Ferraria e eu subi de volta o pico Taipabussu e fiquei aguardando eles para a reta final.

Esperei... por horas? nem sei, chovia e fazia frio... fiquei esperando e rezando pra voltarem bem, pois ventava forte e o frio me congelava.

Foi um feriado de Páscoa significativo!!! Ali no silêncio tive um contato exclusivo com a Montanha, ouvi o que precisava, e entendi o porquê de subir montanhas, foi uma experiência que me transformou.

Os camaradas de aventura voltaram cheios de energia, pessoas selecionadas mesmo! Então descemos, e eu desci plena com os insights que recebi da Montanha, são experiências únicas. Minha gratidão!

6
Fabio Fliess
Fabio Fliess 07/05/2019 08:54

Bela travessia Angelique!

Israel Silva
Israel Silva 07/27/2019 10:54

Show! Curtiu a travessia? Oque achou leve, moderado ou pessado?

Angelique J. Oliveira
Angelique J. Oliveira 07/27/2019 19:30

Depende do seu grau de experiência, no meu caso achei pesado

Angelique J. Oliveira
Angelique J. Oliveira 07/27/2019 22:49

Mas curti muito ! Ultrapassei meus limites,,,

Rodrigo Oliveira
Rodrigo Oliveira 11/15/2019 01:55

Belo relato Angelique, parabéns pela aventura e superação! Sobre a logística da trilha, vocês iniciaram e terminaram no mesmo local, correto? Necessita levar corda ou as cordas estão fixas nos locais?

Angelique J. Oliveira
Angelique J. Oliveira 11/21/2019 10:34

Rodrigo veja no tracklog que anexei aqui , iniciamos no bolinha e terminamos na fazenda paraná, sim tem um trecho antes do itapiroca que precisa de corda, mas não é essencial