AventureBoxExplore
Create your account
Encontro com Gorilas das Montanhas - Uganda

Encontro com Gorilas das Montanhas - Uganda

Trilha no Mgahinga Gorilla National Park, Uganda, para observar Gorilas das Montanhas, espécie em extinção presente apenas na África Central

Hiking Mountaineering

Por ser um santuário de proteção e preservação dos Gorilas de Montanha, para entrar no Mgahinga Gorilla National Park é necessário adquirir uma permissão que é bastante difícil de conseguir, são expedidas apenas 8 por dia e uma vez que você tem a sua, ela é única e válida apenas pelo dia específico que você agendou. Então, faça chuva ou faça sol, ao entrar, você só vai sair do parque depois de encontrar os Gorilas, isso pode demorar de 3 a 9 horas. O grupo é sempre de oito pessoas mais os guias e biólogos que os monitoram, ao encontra com eles, só podemos ficar por volta de 1 hora depois temos que sair do parque de preservação. Mas com certeza essa 1 hora foi uma das maiores experiências da minha vida.

Ainda estou meio sem palavras sobre ter passado uma hora ao lado de Gorilas das Montanhas, uma espécie ameaçada de extinção, que não existe em nenhum outro lugar do mundo a não ser nessa região das fronteiras de Uganda, Rwanda e República do Congo, ou seja, são a última população dessa espécie.

Praticamente toda nossa viagem foi planejada ao redor desse único dia, foi difícil conseguir a permissão para entrada no parque e uma vez comprada, não tem o que fazer, tem que ir naquele dia. Tudo é bastante imprevisível, pode chover, o solo pode estar encharcado, os gorilas podem estar perto da entrada da trilha, ou do outro lado do parque, então não tem como saber exatamente como será. Os guias passam uma série de orientações sobre condicionamento físico, roupas a usar, botas, luvas, lanches, água etc, pois a trilha pode realmente durar o dia todo. Foi tanta preparação que desde ontem entrei num estado de ansiedade absurdo. Não sei se era medo de encontrar um gorila de perto ou medo de não aguentar a trilha, de ter uma nova lesão no pé, de não estar com um preparo físico para isso, de passar mal ou ter que desistir. Eu sabia que era minha oportunidade única na vida (não, não tem como voltar, pois foi realmente difícil essa permissão $). Só sei que isso me pressionou ainda mais. Tinha que dar certo, se não desse, nossa vinda pra Uganda teria praticamente não válido a pena (hoje já repensei, vir pra Uganda foi espetacular em todos os sentidos, não só pelos Gorilas). Enfim, não dormi a noite toda e assim que cheguei no local da trilha, desci do carro já com taquicardia, ao iniciar as primeiras subidas, o esforço físico, ansiedade e o pouco de altitude já foram suficientes para me fazerem pirar, achei que não ia dar conta, comecei a passar mal, nauseada e juro que por alguns momentos pensei em desistir, ou que eu realmente não ia conseguir. Por sorte o Augusto não me deixou entrar nessa piração e me garantiu que era óbvio que eu daria conta hehe. Seguimos o logo chegamos numa parte mais plana e para nossa sorte, a trilha que poderia ter durado 9 horas, durou 1:30. Os gorilas estavam logo ali... e cada minuto dentro daquela mata valeu muito a pena. Pudemos observar o comportamento de um grupo inteiro de gorilas, vimos bebês brincando e rolando, irmão mais velho enchendo o saco dos pequenos, brigas, rolando no chão, pega-pega, o mais novo correndo para perto da mãe a hora que a briga ficou feia, a mãe amamentando seu filhote (isso foi surreal de assistir!), o macho dominante Silverback, comendo, descansando, andando... foi indescritível! Uma experiência que vou guardar para o resto da vida!

Beatriz Vieira
Beatriz Vieira

Published on 07/25/2019 10:52

Performed on 07/25/2019

Views

907

3
Alex Souza
Alex Souza 07/25/2019 11:06

Que incrível Beatriz!! Nas fotos parecem que vocês ficaram bem próximos dos gorilas, não bateu um medinho? Hahaha Muito legal sua aventura, parabéns!!

Patrícia Valente
Patrícia Valente 07/26/2019 09:49

Sensacional Beatriz!!! 😍😍😍

Renan Cavichi
Renan Cavichi 07/26/2019 13:58

Aeeee que massa Bea! Parabéns pela experiência! Ainda está em Uganda?