AventureBoxExplore
Create your account
Desafio Paratleta Jean Sampaio no Pico da Pedra Branca

Desafio Paratleta Jean Sampaio no Pico da Pedra Branca

Organização de uma trilha com cadeira adaptada, levando o Jean ao pico mais alto do Rio de Janeiro, no Parque Estadual da Pedra Branca.

Hiking Inclusive Mountaineering

Tipo de Aventura: Trilha (Hiking) no Rio e Janeiro com acessibilidade usando cadeira adaptada Julietti, do projeto Montanha para Todos.

Duração: 1 dia, 27/07/2019.

Ponto de início e de fim: Parque Estadual da Pedra Branca, núcleo Pau da Fome, Rio de janeiro/RJ. - https://goo.gl/maps/AHrVTQn2c3SmMiAT6

DICAS:

  • Encontre um grupo de voluntários grande e com muita disposição, pois o desafio é pesado.
  • Comece cedo, evite a noite.
  • Tenha algumas pessoas como apoio, carregando um pouco mais de peso.
  • Planeje bem o tempo de revezamento entre os voluntários para ninguém se cansar demais.
  • Esteja com equipamentos de manutenção da cadeira, você pode precisar.

ROTEIRO:

27/07/2019: Parque Estadual da Pedra Branca, núcleo Pau da Fome - Casa amarela - Pico da Pedra Branca.

Tracklog utilizado: TorVicReal

https://pt.wikiloc.com/trilhas-trekking/pico-da-pedra-branca-25379426

RELATO

27/07/2019

Tenho uma honra e uma satisfação incrível de escrever que eu participei disso. Sim, eu, o Sua Aventura e o Clube Outdoor ajudamos a organizar a ida de um paratleta para o ponto mais alto do Rio de janeiro, o Pico da Pedra Branca. Quando a Jéssica do Sua Aventura nos convidou, eu aceitei na hora, sem pestanejar, seria uma honra proporcionar tamanha emoção. Também acredito totalmente que isso está totalmente alinhado com a ideia do nosso grupo.

Bom, as semanas que antecederam o evento foram tensas. Trabalhamos muito para conseguir um time de voluntários com disposição. Precisávamos de, ao menos, 12 pessoas para ajudar. Foi exatamente o que conseguimos. Descobriríamos mais tarde que, além de atingir o número necessário, tínhamos achado um grupo de pessoas com um coração do tamanho do mundo.

Marcamos no Posto Shell, próximo ao BRT da Taquara às 6:15 para juntar os carros, organizar as caronas e seguir para o Parque. Todos já estavam lá por volta de 6:30, quando nos dividimos em 3 carros e seguimos viagem. Chegamos por volta das 7:00, quando estacionamos os carros e começamos a nos apresentar.

Começamos então a montar a cadeira Julietti, cadeira adaptada, desenhada para proporcionar que pessoas com dificuldades de locomoção possam viver o sentimento dos esportes outdoor. Ela foi criada e idealizada pelo projeto Montanha Para Todos, da qual tive a honra de conhecer e sou muito fã. Daí acomodamos o Jean e, com tudo pronto, rolaram alguns sorteios legais de produtos disponibilizados para apoiar o evento, como a Chili Beans Guadalupe e o energético No Fear.

Acomodando o Jean Sampaio na cadeira adaptada

Começamos a caminhar/carregar a cadeira por volta das 8:00. No começo, foi difícil pegar a manha do balanço e do seu centro de equilíbrio. Isso foi vindo aos poucos. Eu, por exemplo, fui um dos primeiros voluntários a carregar e já comecei a sentir que a parada ia ser difícil. Bom, passando a estrada de paralelepípedos, entramos na trilha para valer, mantendo o revezamento entre a galera. Cansou? Trocou. Essa foi o nosso mantra por todo o dia.

Galera subindo com a cadeira.

Logo percebemos que os desafios seriam inúmeros: espaços muito estreitos, raízes, rochas e degraus. Em alguns lugares era possível ter quatro dividindo o peso, em outros apenas dois. Em alguns outros tínhamos que segurar a cadeira em fila indiana pela tamanha dificuldade. A cadeira tem só uma roda, o que faz necessário que seja exercida uma força muito grande em todas as direções para que a mesma não caia. Sim, escolhemos uma trilha bem longa e difícil para usar ela pela primeira vez.

Espaços apertados.

Aqui vale um agradecimento especial. Os voluntários que se candidataram, sem conhecer uns aos outros, os projetos do Clube Outdoor/Sua Aventura, ou nem mesmo o Jean, abandonaram o seu dia de descanso porque acreditaram que estar ali, fazendo o bem e proporcionando uma emoção daquelas , era suficiente para encher as suas almas de satisfação. Todos foram incríveis

Com um time unido e forte, fomos subindo. Puxa e empurra, segura pra direita, segura pra esquerda e chama o GOLIAS. Fomos passando todos os obstáculos que vieram pela frente e chegamos na casa amarela já bem cansados. Mas nada que uma parada mais longa e aquele lanche reforçado não recuperasse. Depois de 40 minutos, seguimos viagem num terreno ainda mais íngreme.

Quase no topo.

Não sei de onde tiramos tanta força e sinergia. Parecíamos um time com entrosamento de anos, mas tínhamos acabado de nos conhecer. Mantivemos um bom ritmo e, após 6 horas de caminhada (normalmente feita em 3 horas), chegamos ao Pico da Pedra Branca às 14:00. Jean estava emocionado. Ele tinha conseguido chegar no ponto mais alto da cidade do Rio de Janeiro.

Daí rolou muita emoção e foto. Claro, tínhamos que registrar isso para sempre. Eu posso estar inteiramente enganado, mas acho que o Jean foi o primeiro a conseguir essa conquista.

Galera e paratleta Jean Sampaio no Pico da Pedra Branca.

Foto clássica no pico.

Lá por volta das 14:40, arrumamos tudo e iniciamos a descida. Agora o jogo tinha mudado, não era só puxar/empurrar, também tínhamos que controlar o peso da cadeira e fazer as nossas próprias mãos de freio. Lembra daquele entrosamento perfeito? Melhorou. Também, descer era mais fácil que subir...rs. Estávamos em uma velocidade melhor e trocando mais rápido para não cansar. Lá para as 17:00 estávamos mais uma vez na casa amarela, comendo mais para aguentar a última pernada.

Dalí por diante foram aparecendo grandes degraus de terra e raiz. Neles, a cadeira acabava descendo com muita força. O que começou a gerar uma preocupação geral. Todos estavam dando o seu melhor para que tudo acontecesse bem. Porém, a noite caiu e algo bem triste aconteceu. Em um desses impactos, o suporte metálico da cadeira dobrou e a cadeira ficou inutilizável. Nós ficamos bem tristes pelo equipamento tão importante para muitas pessoas, mas sabíamos que nem aquilo iria nos impedir. Começamos a alternar o Jean nos ombros dali em diante. Faltava só 1 km, dava para ir na raça. Ainda tentei correr na frente para conseguir um apoio do Parque, mas sem sucesso. Ao menos encontrei a esposa dele que tinha descido e peguei as muletas. Voltei e encontrei a galera rindo e fazendo piada. Nada desanimava eles, mesmo todos estando esgotados fisicamente.

E dessa forma, na força de vontade total, às 19:00 chegamos de volta na entrada do Parque. Comemoramos muito, mas muito mesmo. A galera fez piada, gravou vídeo e sorriu demais. O Jean até pediu as muletas para terminar a trilha andando. O cara é realmente um guerreiro.

Vencemos o desafio.

Após desmontar a cadeira, tiramos mais algumas fotos, tomamos um ar para recuperar as energias e sentamos um pouco. Naquela hora, eu percebi um sorriso de felicidade e satisfação não só no Jean, mas em todos. Aquilo foi a conquista de um time. Eu, como um dos organizadores, não poderia estar mais feliz com essa galera que encontramos e extremamente honrado e orgulhoso com o que fizemos.

Bruno Negreiros
Bruno Negreiros

Published on 08/08/2019 22:05

Performed on 07/27/2019

3 Participants

Josye Villela Bruno Martins Clube Outdoor

Views

1237

3
Bruno Martins
Bruno Martins 08/09/2019 09:29

Tmj irmão.

Angelique J. Oliveira
Angelique J. Oliveira 08/09/2019 11:27

Muito lindo ver essas atitudes solidárias! Show!!

Clube Outdoor
Clube Outdoor 03/20/2020 19:40

Obrigado, galera. Importante ter esse tipo de ação por aí. JUNTOS!

Bruno Negreiros

Bruno Negreiros

Rio de Janeiro

Rox
2756

Engenheiro ambiental e montanhista com o sonho de contribuir para a disseminação dos esportes ao ar livre e de aumentar a conscientização ambiental e social no mundo outdoor.

Adventures Map
www.instagram.com/brunobnegreiros?r=nametag

8 Posts

See More

4839 Following



Minimum Impact
Manifesto
Rox

Bruna Fávaro, Peter Tofte and 375 others support the Minimum Impact Manifest


Together
Inclusive Adventures
Rox

Bruno Negreiros, Peter Tofte and 132 others support the Together page.