AventureBoxExplore
Create your account
Desafio Paratleta Jean Sampaio no Pico da Pedra Branca

Desafio Paratleta Jean Sampaio no Pico da Pedra Branca

Organização de uma trilha com cadeira adaptada, levando o Jean ao pico mais alto do Rio de Janeiro, no Parque Estadual da Pedra Branca.

Hiking Inclusive Mountaineering

Tipo de Aventura: Trilha (Hiking) no Rio e Janeiro com acessibilidade usando cadeira adaptada Julietti, do projeto Montanha para Todos.

Duração: 1 dia, 27/07/2019.

Ponto de início e de fim: Parque Estadual da Pedra Branca, núcleo Pau da Fome, Rio de janeiro/RJ. - https://goo.gl/maps/AHrVTQn2c3SmMiAT6

DICAS:

  • Encontre um grupo de voluntários grande e com muita disposição, pois o desafio é pesado.
  • Comece cedo, evite a noite.
  • Tenha algumas pessoas como apoio, carregando um pouco mais de peso.
  • Planeje bem o tempo de revezamento entre os voluntários para ninguém se cansar demais.
  • Esteja com equipamentos de manutenção da cadeira, você pode precisar.

ROTEIRO:

27/07/2019: Parque Estadual da Pedra Branca, núcleo Pau da Fome - Casa amarela - Pico da Pedra Branca.

Tracklog utilizado: TorVicReal

https://pt.wikiloc.com/trilhas-trekking/pico-da-pedra-branca-25379426

RELATO

27/07/2019

Tenho uma honra e uma satisfação incrível de escrever que eu participei disso. Sim, eu, o Sua Aventura e o Clube Outdoor ajudamos a organizar a ida de um paratleta para o ponto mais alto do Rio de janeiro, o Pico da Pedra Branca. Quando a Jéssica do Sua Aventura nos convidou, eu aceitei na hora, sem pestanejar, seria uma honra proporcionar tamanha emoção. Também acredito totalmente que isso está totalmente alinhado com a ideia do nosso grupo.

Bom, as semanas que antecederam o evento foram tensas. Trabalhamos muito para conseguir um time de voluntários com disposição. Precisávamos de, ao menos, 12 pessoas para ajudar. Foi exatamente o que conseguimos. Descobriríamos mais tarde que, além de atingir o número necessário, tínhamos achado um grupo de pessoas com um coração do tamanho do mundo.

Marcamos no Posto Shell, próximo ao BRT da Taquara às 6:15 para juntar os carros, organizar as caronas e seguir para o Parque. Todos já estavam lá por volta de 6:30, quando nos dividimos em 3 carros e seguimos viagem. Chegamos por volta das 7:00, quando estacionamos os carros e começamos a nos apresentar.

Começamos então a montar a cadeira Julietti, cadeira adaptada, desenhada para proporcionar que pessoas com dificuldades de locomoção possam viver o sentimento dos esportes outdoor. Ela foi criada e idealizada pelo projeto Montanha Para Todos, da qual tive a honra de conhecer e sou muito fã. Daí acomodamos o Jean e, com tudo pronto, rolaram alguns sorteios legais de produtos disponibilizados para apoiar o evento, como a Chili Beans Guadalupe e o energético No Fear.

Acomodando o Jean Sampaio na cadeira adaptada

Começamos a caminhar/carregar a cadeira por volta das 8:00. No começo, foi difícil pegar a manha do balanço e do seu centro de equilíbrio. Isso foi vindo aos poucos. Eu, por exemplo, fui um dos primeiros voluntários a carregar e já comecei a sentir que a parada ia ser difícil. Bom, passando a estrada de paralelepípedos, entramos na trilha para valer, mantendo o revezamento entre a galera. Cansou? Trocou. Essa foi o nosso mantra por todo o dia.

Galera subindo com a cadeira.

Logo percebemos que os desafios seriam inúmeros: espaços muito estreitos, raízes, rochas e degraus. Em alguns lugares era possível ter quatro dividindo o peso, em outros apenas dois. Em alguns outros tínhamos que segurar a cadeira em fila indiana pela tamanha dificuldade. A cadeira tem só uma roda, o que faz necessário que seja exercida uma força muito grande em todas as direções para que a mesma não caia. Sim, escolhemos uma trilha bem longa e difícil para usar ela pela primeira vez.

Espaços apertados.

Aqui vale um agradecimento especial. Os voluntários que se candidataram, sem conhecer uns aos outros, os projetos do Clube Outdoor/Sua Aventura, ou nem mesmo o Jean, abandonaram o seu dia de descanso porque acreditaram que estar ali, fazendo o bem e proporcionando uma emoção daquelas , era suficiente para encher as suas almas de satisfação. Todos foram incríveis

Com um time unido e forte, fomos subindo. Puxa e empurra, segura pra direita, segura pra esquerda e chama o GOLIAS. Fomos passando todos os obstáculos que vieram pela frente e chegamos na casa amarela já bem cansados. Mas nada que uma parada mais longa e aquele lanche reforçado não recuperasse. Depois de 40 minutos, seguimos viagem num terreno ainda mais íngreme.

Quase no topo.

Não sei de onde tiramos tanta força e sinergia. Parecíamos um time com entrosamento de anos, mas tínhamos acabado de nos conhecer. Mantivemos um bom ritmo e, após 6 horas de caminhada (normalmente feita em 3 horas), chegamos ao Pico da Pedra Branca às 14:00. Jean estava emocionado. Ele tinha conseguido chegar no ponto mais alto da cidade do Rio de Janeiro.

Daí rolou muita emoção e foto. Claro, tínhamos que registrar isso para sempre. Eu posso estar inteiramente enganado, mas acho que o Jean foi o primeiro a conseguir essa conquista.

Galera e paratleta Jean Sampaio no Pico da Pedra Branca.

Foto clássica no pico.

Lá por volta das 14:40, arrumamos tudo e iniciamos a descida. Agora o jogo tinha mudado, não era só puxar/empurrar, também tínhamos que controlar o peso da cadeira e fazer as nossas próprias mãos de freio. Lembra daquele entrosamento perfeito? Melhorou. Também, descer era mais fácil que subir...rs. Estávamos em uma velocidade melhor e trocando mais rápido para não cansar. Lá para as 17:00 estávamos mais uma vez na casa amarela, comendo mais para aguentar a última pernada.

Dalí por diante foram aparecendo grandes degraus de terra e raiz. Neles, a cadeira acabava descendo com muita força. O que começou a gerar uma preocupação geral. Todos estavam dando o seu melhor para que tudo acontecesse bem. Porém, a noite caiu e algo bem triste aconteceu. Em um desses impactos, o suporte metálico da cadeira dobrou e a cadeira ficou inutilizável. Nós ficamos bem tristes pelo equipamento tão importante para muitas pessoas, mas sabíamos que nem aquilo iria nos impedir. Começamos a alternar o Jean nos ombros dali em diante. Faltava só 1 km, dava para ir na raça. Ainda tentei correr na frente para conseguir um apoio do Parque, mas sem sucesso. Ao menos encontrei a esposa dele que tinha descido e peguei as muletas. Voltei e encontrei a galera rindo e fazendo piada. Nada desanimava eles, mesmo todos estando esgotados fisicamente.

E dessa forma, na força de vontade total, às 19:00 chegamos de volta na entrada do Parque. Comemoramos muito, mas muito mesmo. A galera fez piada, gravou vídeo e sorriu demais. O Jean até pediu as muletas para terminar a trilha andando. O cara é realmente um guerreiro.

Vencemos o desafio.

Após desmontar a cadeira, tiramos mais algumas fotos, tomamos um ar para recuperar as energias e sentamos um pouco. Naquela hora, eu percebi um sorriso de felicidade e satisfação não só no Jean, mas em todos. Aquilo foi a conquista de um time. Eu, como um dos organizadores, não poderia estar mais feliz com essa galera que encontramos e extremamente honrado e orgulhoso com o que fizemos.

Bruno Negreiros
Bruno Negreiros

Published on 08/08/2019 22:05

Performed on 07/27/2019

3 Participants

Josye Villela Bruno Martins Clube Outdoor

Views

1843

3
Bruno Martins
Bruno Martins 08/09/2019 09:29

Tmj irmão.

Angelique J. Oliveira
Angelique J. Oliveira 08/09/2019 11:27

Muito lindo ver essas atitudes solidárias! Show!!

Clube Outdoor
Clube Outdoor 03/20/2020 19:40

Obrigado, galera. Importante ter esse tipo de ação por aí. JUNTOS!

Bruno Negreiros

Bruno Negreiros

Rio de Janeiro

Rox
3163

Engenheiro ambiental e montanhista com o sonho de contribuir para a disseminação dos esportes ao ar livre e de aumentar a conscientização ambiental e social no mundo outdoor.

Adventures Map
www.instagram.com/brunobnegreiros?r=nametag

9 Posts

See More

5134 Following



Minimum Impact
Manifesto
Rox

Dri @Drilify, Bruna Fávaro and 405 others support the Minimum Impact Manifest


Together
Inclusive Adventures
Rox

Fabio Fliess, Renan Cavichi and 156 others support the Together page.