AventureBoxExplore
Create your account
Praia das 7 Fontes, em Ubatuba - SP

Praia das 7 Fontes, em Ubatuba - SP

Trilha fácil para uma praia fantástica.

Para quem é do ou está no Litoral Norte do Estado de são Paulo, está é uma trilha fácil que vale a pena, pois o destino é uma praia muito linda, com verde da mata e água transparente, em tons que vão do verde claro ao azul escuro.

O ponto de partida é o Saco da Ribeira, em Ubatuba. É fácil estacionar e também pode-se chegar de ônibus.

Este local é famoso pelas marinas e quantidade de lanchas e veleiros fundeados no mar.

A dica é: chegar até a cancela do Pier do Parque Estadual da Ilha Anchieta e pegar a rua à direita e seguir em frente, passando por marinas e condomínios. Se tiver dúvida do caminho siga sempre a opção da esquerda.

O inpicio da caminhada não é muito agradável pelo cheiro de esgoto dos córregos e de combustível, dos motores dos barcos em acionamento nas marinas.

Após caminhar um pouco em aclive por uma rua de terra (onde ainda é possível chegar de carro ou moto), há uma garagem náutica particular que reservou a laje de cima como um mirante (creio que público) muito charmoso, com vista para o Saco da Ribeira.

Ao final da rua, há uma estreita passagem entre muros residenciais, que dá acesso à Praia da Ribeira

Essa praia tem uma faixa estreita de areia limitada por muros de propriedades particulares, que pode sumir em marés altas, por isso, atenção à hora do retorno. Não parece ser uma opção para banho de mar

No final da praia, junta a uma imensa rocha, começa a trilha. No início a vegetação é formada por pinus e eucaliptos e aos poucos a vegetação nativa vai se revelando mais exuberante.

A maior parte do caminho é sombreada.

E tem degraus, sejam feitos na terra, com pedras ou de alvenaria. Em dias chuvosos pode ser muito escorregadio devido ao barro e às folhas de eucapítipos e bambu que ocorrem em abundância no chão.

Estas escadarias foram uma boa surpresa pois estamos nos preparando para fazer a trilha inca, então fortacer os músculos das pernas, na descida (indo) e na subida (voltando)

Então se chega à Praia do Flamengo. Majestosa, com águas calmas e claras. Há casas de veraneio em toda a orla mas a vegetação as integra ao cenário. E em uma dessas casas foi aberto um bar/restaurante muito legal. Atende principalmente passageiros de lanchas que apoitam naquelas bandas.

Seguimos até o fim da praia esperando encontrar o reinício da trilha para a Praia das 7 Fontes mas só encontramos placas com os dizeres "propriedade particular, não entre e cão bravo". Na verdade, o acesso à trilha está no meio da praia, em uma viela entre muros.

Até tinha placa, mas não vimos de início...

Seguimos pela trilha, e a certa altura, já é possível ver a praia 7 Fontes, nosso destino, de um azul intenso.

Quase chegando à praia, passamos por algumas pontes sobre córregos. Pensamos que seriam 7 (por conta do nome da praia, mas contamos só três.

Após cerca de 1hora (desde o Saco da Ribeira) chegamos ao destino, a Praia das 7 Fontes.

Areia branca, água transparente, limpa e muuuito sol. Nas laterais há costões rochosos, bons para snorkelling.

Há quiosques, barraca de tapioca e aluguel de stand up. Ficamos no Quisque Ondas do Mar.

Estes quiosques não estão lá por causa dos trilheiros (neste dia só dois!!!). Vem muitas lanchas e escunas. Foi engraçado observar que quando uma lancha está se aproximando, saem 2 ou 3 barcos dos quiosqueiros em disparada, que vão abordar as lanchas, oferencendo transporte dos passageiros até a praia, e obviamente indicam qual quiosque é o melhor da praia!!!!.

O ponto ruim do passeio foi uma escuna que estava o tempo todo com o som muito alto. Apesar da qualidade do som ser ótima e a música tecno (já pensou se fosse axé ou sertanejo?), isso de ficar o tempo todo cansou um pouco, afinal o lugar é paradisíaco e merecia um contemplação silenciosa...

Despois de 30 minutos de stand-up (com vento forte contra na volta), uma caipirinha e uma porção de mandioca, iniciamos o caminho de volta.

Tanto a 7 Fontes como a Flamengo já estavam repletas de lanchas ancoradas. Isto pode atrapalhar um pouco que for adepto de natação, pois o trânsito intenso pode trazer algum perigo.

Como levamos bastão de caminhada (pois não sabíamos o que iríamos encontrar), decidimos utilizá-los para ajudar nos incondáveis degraus da volta. Ajudou!

Saldo muito positivo.

5
Renan Cavichi
Renan Cavichi 02/22/2016 11:27

Olha só que massa! Essa não conhecia...

Claudio Luiz Dias
Claudio Luiz Dias 02/22/2016 13:22

É muito bonita Renan. Nos recomendaram também a trilha entre Caçandoca e Simão. Vc conhece?

Renan Cavichi
Renan Cavichi 02/24/2016 19:22

Vou fazer essa qualquer hora! Sim essa é conhecida como Travessia do Saco das Bananas. Fizemos alguns anos atrás, mas esticamos até a Ponta Aguda. Tá publicada no perfil da Mari, veja aqui: https://aventurebox.com/marianaricatieri/travessia-saco-das-bananas-ubatuba/

Claudio Luiz Dias
Claudio Luiz Dias 02/25/2016 10:24

valeu, vou ver o post

Vera Balata
Vera Balata 06/16/2016 11:22

Sensacional!!! Gostei d +...

Claudio Luiz Dias

Claudio Luiz Dias

Caraguatatuba

Rox
203

Agrônomo pela ESALQ USP.Trabalha na CETESB (Agência Ambiental do Estado de São Paulo) desde 1990. Interesse por meio ambiente, historia e cultura (foco em cerâmica indígena)

Adventures Map

177 Following



Minimum Impact
Manifesto
Rox

Fabio Fliess, Peter Tofte and 385 others support the Minimum Impact Manifest