AventureBoxExplore
Create your account
Morro do Baú - Ilhota SC

Morro do Baú - Ilhota SC

Acampamento no Parque Botânico Morro do Baú, Ilhota SC.

Trekking Mountaineering Camping

Altitude: 819 metros
Trilha (só ida): 4140 metros


A trilha começa com uma inclinação leve, pouco úmida devido vegetação alta e fechada. Existem marcações +- à cada 1 km, indicando também o quanto que falta para o cume. Lá pelo km 2 Existe uma bifurcação que confunde um pouco, para continuar na trilha deve-se ir pela direita, o terreno fica bastante inclinado por um trecho, o que parece ser um corte da antiga trilha, depois volta à ser como antes. Aproximadamente no km 3 o chão começa à ficar mais úmido até ficar encharcado devido à fonte de água, que tem uma água gelada bem gostosa, pelo que pesquisei o pessoal consome, (eu consumi um pouco na hora, e continuei bem). Logo após essa fonte de água existe uma clareira, que segundo informações era usada como estacionamento pois era até aonde se chegava de carro antes de 2008. Esse é um marco da trilha, pois à partir daí falta cerca de 1 km e a trilha fica mais fechada, com degraus até formar uma escadaria irregular, por entre pedras e raízes, sendo necessário até uma escalaminhada. E conforme você vai ganhando altitude, começa a reparar que a vegetação vai mudando, ficando mais baixa e o cume está próximo. Quando acabam os degraus, logo chega o cume, que é bem pequeno, com uma área plana e mais à frente uma descida que vai na direção do morro do cachorro em Blumenau. Ali no cume tem duas antenas de comunicação. O visual é quase de 360º exceto por uma vegetação que cobre uma parte do litoral e você consegue ver Blumenau, Gaspar, e algumas cidades do litoral, nada muito fácil de identificar. O que impressiona da vista mesmo é a imensidão de verde.

Vale ressaltar que é preciso ter muito cuidado no trecho após a clareira, cerca de 1 km até o cume, que o terreno passa à ser bastante acidentado.

Relato Pessoal

Dias 28/04/2018 à 29/04/2018

Início: 14:45
Cume: 16:25

De volta à base 9:30

Esse morro sempre chamou minha atenção, e na minha primeira vez nesse morro, fui para acampar. Sem ter muita informação sobre o local onde deixaria o veículo, parti de Blumenau logo após um leve almoço. Cheguei na base, que é fácil de achar pelo google maps, às 14:30, como não tinha um lugar meio escondido para deixar o carro, deixei ali mesmo no estacionamento da antiga sede do parque. Fiquei bastante inseguro sobre o carro, mas às 14:45 peguei a trilha, torcendo para o carro estar ali no dia seguinte.

Eu já havia me hidratado bastante antes de iniciar a trilha, para que não tivesse de parar muito, comecei num ritmo tranquilo, no geral é bem marcada, e com um nível de subida não muito íngreme. Na trilha é possível ver animais pequenos, pássaros e bastante mosquitos =) logo no começo eu vi um camaleão no meio da trilha(ele achou que eu não vi ele). Aproximadamente no km 3 vi que o chão que até então estava pouco úmido, passou a ficar molhado até encharcado, até a fonte de água que fica próxima ao km 1. Como eu já contava com essa fonte de água, comecei a trilha com +- 1 litro de água para tomar até ali e mais garrafas vazias para abastecer nessa fonte, usei o clor-in por garantia. Pouco depois da fonte de água, você enxerga uma clareira, possivelmente usada para acampamento, a trilha segue à esquerda, e à partir daí ela começa a ficar mais difícil. À partir desse ponto diminuí meu ritmo pois a trilha estreita um pouco e fica bem mais difícil, inclusive precisei usar a mão algumas vezes. Começam alguns degraus, que mais pra frente viram escadas irregulares, por meio de pedras e raízes, chegando ao ponto de escalaminhada. E logo após essa parte mais acidentada, reparei a vegetação diferente, e logo o cume.

Cheguei no cume as 16:25 andei um pouco por ali para conhecer o local, logo montei meu acampamento e cuidei muito para que não entrasse mosquitos na barraca, contemplei um lindo por do sol, e quando ele estava "tocando" na terra chegou mais um grupo de pessoas, que na verdade eram 2 grupos que foram chegando aos poucos e montando seus acampamentos, no fim, quando achei que ia ficar sozinho, tive que mover minha barraca para conseguirmos colocar todas as barracas no pequeno cume. E como lá é realmente bem pequeno, estávamos em 7 pessoas no total, eu, um grupo de 2 e um grupo de 4 pessoas. E ficamos todos próximos inclusive compartilharam de sua comida comigo, afinal tinham levado muita comida, e também precisavam aliviar peso.

Preparei minha janta lá pelas 19:30, já era noite fazia um tempinho, e o pessoal tbm já foi jantando, depois de alguma conversa, pelas 21 horas cada um pra sua barraca, e no meu caso, eu era o único que estava sozinho numa barraca, e por uma decisão de subir "leve" não levei saco de dormir, apenas uma manta, contando que não faria frio, mas o frio da madrugada me surpreendeu, me fazendo acordar muitas vezes. Já o pessoal não passou frio mas passou sede, era cerca de 2:30 da manhã quando ouvi eles perguntando um para o outro se tinham água, e como meu esquema de água deu super certo, consegui ceder quase 500 ml de água para eles.

De manhã cedo, eu aliviado por ter acabado o friozinho, levantei e aos poucos eles foram levantando e todos conseguimos "pegar" o nascer do sol, que foi bem bonito daquele ponto. Na verdade ele ficava escondido atrás de uma vegetação que tem no topo, e não podemos ver ele "saindo" do chão, mas foi lindo também. Logo desmontamos acampamento e comecei à descer a trilha na frente do pessoal. Cheguei no final de trilha pouco antes das 9:30 e o meu carro estava lá muito bem! =)

Morro do Baú

É um morro bastante conhecido na região de Blumenau SC, com seus 819 metros de altitude pode ser visto de vários pontos da região. Tem esse nome devido seu formato, alguém achou parecido com um baú mesmo. Ele também ficou bastante conhecido depois da "enchente de 2008", que foi bem trágica na região e principalmente nas encostas do morro, que devido vários deslizamentos ocorridos, muitas vidas foram findadas ali. Antes desse acontecimento, ainda havia a Sede do Parque Botânico do Morro do Baú, que era e ainda é a entrada da trilha. Depois do ocorrido, o parque ficou fechado por um tempo. O morro é bastante procurado para a pratica de hiking e treino de corrida de montanha.

Diego Albino
Diego Albino

Published on 01/08/2019 14:17

Performed from 04/28/2018 to 04/29/2018

Views

2472

1
Sabrina Marques
Sabrina Marques 02/18/2019 22:58

Conheço essa região mas não conhecia a trilha..,. que legal, obrigada por compartilhar!!