AventureBoxExplore
Create your account
Bikepacking Chapada Diamantina

Bikepacking Chapada Diamantina

Pequeno percurso que fizemos durante 4 dias por algumas trilhas da chapada

Camping Bikepacking Mountain Bike

DIA 1

Saímos (eu e Lucas) de Salvador no final do dia da quarta-feira, com destino à Feira de Santana para encontrar o restante do grupo (Eldi, Samuel e Igor).

Por pouco, um cabo de telecom que estava estirado de um poste a outro quase acabou com nossa viagem antes mesmo dela ter começado. Isso porque quando saíamos do condominio, já com as bikes no teto do carro, uma delas acabou enganchando no maldito cabo e arrancou, sim, arrancou o rack de teto do carro e a bike ficou parcialmente pendurada no fio. Por sorte e precaução, havia levado uma fita (daquelas de caminhoneiro) como backup. E o backup se tornou o novo rack kkkk. Perrengue resolvido e lá fomos para FSA com as bikes amarradas no teto do carro, fazendo um barulho infernal, mas semi-confiantes de que elas não soltariam no meio da BR324.

Chegamos em FSA sem maiores problemas e logo fomos dormir. A ideia era sairmos às 5h com destino à chapada, mais precisamente no próximo ao Morro do Pai Inácio.

DIA 2

Café pra dentro e depois de um longo tempo arrumando as bikes no carro, hora de pegar a estrada.

Eldi finalizando as amarrações

Após algumas paradas na estrada, chegamos no restaurante que fica próximo ao pai Inácio por volta das 13:30h. Lá deixariamos o carro e começaríamos finalmente nosso bikepacKing.

Iniciamos de fato lá pras 15h, afinal, tivemos que organizar as bagagens na bike, bater o velho PF e tirar umas fotos.

Início de trilha, trajeto curto, porém maravilhoso, muito singletrack e bastante objetos para transpor. Escolhemos a cachoeira de águas claras como primeiro ponto de parada e dormida pois estávamos bem desgastados da viagem e no dia seguinte queriamos estar inteiros pra fazer um trajeto maior.

O famoso Morrão no canto direito da imagem


Depois de um banho gelado, jantar e muita prosa, resolvemos organizar as coisas pra dormir.

Eu e Eldi montamos nossas barracas, o restante do grupo preferiu bivacar.

Roots vs Nutella


DIA 3

Acordamos por volta das 5:30, e eu, como estava com muita coisa pra arrumar (isolante EVA e barraca) já comecei a organizar minhas coisas na bike.

Nesse dia, iríamos precisar passar pelo Vale do Capão. O grande problema é que não sabíamos como estaria a situação lá, devido à pandemia de covid-19. Para nossa sorte, não tinha mais as barreiras física e conseguimos seguir tranquilamente. Obviamente fazendo o uso de máscara e tendo o menor contato possível com os moradores, nosso plano era realmente passar pelo vale o mais rápido possível.

Ao chegar no Capão, vimos que tinha um grande fluxo de pessoas, inclusive turistas (Mesmo com as pousadas "proibidas" de receberem hóspedes) e o pior, muita gente sem máscara!

Pegamos nosso caminho sentido Cachoeira Angélica/Purificação e quase no final da trilha tinha um pequeno mercadinho, fizemos um banquete de Pão com mortadela, biscoito recheado e muita coca-cola.

Após o almoço improvisado, seguimos sentido Vale do Pati.. passamos por alguns rios, que serviram pra nos refrescar e seguimos viagem.

Antes de chegar no platô, tivemos que subir uma ladeira infinita, praticamente impossível de pedalar.. ou seja, empurramos a bike em 95% do tempo. Eu já estava meio puto com a situação, bastante cansado e com vontade de jogar a bike barranco abaixo (rs).

Chegamos no platô e todo aquele esforço foi compensado pela linda vista, foi possível até avistar o morrão ao fundo.

Morrão acima do meu dedo

Nossa ideia era acamapar em um rancho, que geralmente é o primeiro ponto de parada para quem faz a travessia capão-pati.. e lá fomos nós, guiados por Lucas que já havia feito o trajeto a pé.

Já no final da tarde chegamos ao nosso destino, depois da subida o terreno ajudou e deu pra pedalar bastante, praticamente 85% do tempo.

Ao chegar no rancho, fizemos nosso procedimento padrão de banho/acampamento/jantar e até uma fogueira, afinal, o frio tava insano. A galera do bivak preferiu colocar a lona em uma área coberta, que na verdade era varanda de uma casa de barro utilizada pelos caçadores da região, pra nossa sorte não tinha ninguém lá.

Eu e Eldi observando a fogueira

Deitei pra dormir e antes das 22h horas começou o pânico generalizado. Alguém jurava que tinha ouvido vozes e outros começaram a confirmar. Não dei trela pq achei que fosse zoeira.. até minutos depois eu ouvir também.

Não só vozes (muitos gritos) como também latidos e pisadas de cavalo.. a partir daí geral ficou com medo. Não sabíamos o que estava por vir, se era algum tipo de fiscalização, afinal, o parque estava fechado por conta da pandemia ou se alguém que viu a gente passar preparou uma emboscada e iriam arrancar nossos órgãos pra vender no mercado negro.

Depois de uns vinte minutos, chegaram os caçadores, fazendo zuada e praticamente expulsando a galera do bivak, afinal, ali era a casa deles.

Acampamento reorganizado, voltamos a dormir, não tão confortavel como antes, mas aliviados que ainda estávamos vivos.

DIA 4

Acordamos bem cedo com o barulho dos caçadores, tomamos um café e voltamos pelo mesmo caminho que tínhamos feito no dia anterior. Dessa vez menos exaustivo pois era praticamente só descida.

Bike completamente desconfigurada


A descida foi extremamente rápida, fizemos em 1/5 do tempo que levamos para subir.. e por isso, cogitou-se a possibilidade de encerrar a trip naquele dia, ou seja, irmos direto para o carro. Chegamos a conclusão que seria muito cansativo e resolvemos dormir novamente em Águas Claras.

Noite estrelada + Light painting

(foto de celular)

Retornamos para o carro no dia seguinte e seguimos de volta para FSA e SSA.
Rolê finalizado com sucesso, sem sequer furar um pneu. No final tudo deu certo e ficou aquela promessa de marcar outra trip dessa.
Agradeço a galera pela paciência e por terem mé convidado pra esse rolê.

Bons ventos.

Diego Morais
Diego Morais

Published on 02/04/2021 20:54

Performed from 10/01/2020 to 10/04/2020

Views

215

4
Fael Fepi
Fael Fepi 02/04/2021 21:08

Show!! Bom relato.

Ernani
Ernani 02/05/2021 09:35

Muito bom... Quero fazer essa Trip!

Blog Outdoor
Blog Outdoor 02/05/2021 14:03

Demais!!!!

Tiago Oliveira
Tiago Oliveira 07/15/2021 14:48

Muito bom. Tens o tracklog para compartilhar?

Diego Morais

Diego Morais

Salvador - BA

Rox
62

Seja de bike, a pé, de carro ou moto, o importante é ter uns perrengues pra contar.

Adventures Map

110 Following