AventureBoxExplore
Create your account
Serra das Flores - Olaria/MG

Serra das Flores - Olaria/MG

Primeiro de uma série de relatos sobre trilhas no sul de Minas. Pouco conhecidas e visitadas!

Hiking Mountaineering

Serra das Flores – 01/08/2015

A partir de agora, vou publicar relatos de algumas trilhas que fizemos em cidades do sul de Minas. São trilhas muito bonitas e, a maioria delas, pouco conhecidas ou frequentadas. Para inaugurar essa série de posts, escolhi a Serra das Flores que fica na cidade de Olaria. Apesar de ser uma região incrível, com muito potencial para o montanhismo, são os poucos registros de relatos e tracklogs nessa área.

Como de hábito, Letícia e eu acordamos bem cedo, arrumamos nossos equipamentos e aguardamos na rua de casa a chegada dos amigos Marcelo Garcia e Frederico Fadini. Embarcamos no Pajero do Marcelo e logo pegamos a BR-040 sentido Juiz de Fora.
Com a conversa sempre animada, nem notamos quando passamos pela entrada de JF. Alguns quilômetros a frente, pegamos o acesso para a BR-267, a estrada que leva em direção a Lima Duarte. Assim que chegamos lá, paramos numa lanchonete que fica bem na entrada da cidade, ao lado de um posto Ipiranga. Tomamos aquele cafezinho quentinho e comemos o delicioso pão de queijo recheado com pernil da casa. Compramos algumas coisas para levar para trilha e seguimos caminho, ainda pela BR-267.
Cerca de 15km adiante, passamos pela entrada da cidade de Olaria. O acesso para a Serra das Flores fica um pouco mais a frente, a esquerda da estrada, numa localidade conhecida como Serra das Voltas.
Deixamos o conforto do asfalto e seguimos pela estrada poeirenta. Logo encontramos um caminhão recolhendo latões de leite de uma das fazendas e fizemos uma rápida parada para pedir informações aos moradores. O Marcelo aproveitou para filar mais um cafezinho enquanto tirava suas dúvidas. Ô povo bão esses mineiros...
Depois de 12km bastante sinuosos, chegamos no local onde estacionamos o carro, tomando cuidado para não atrapalhar os moradores. Colocamos nossas mochilas às costas, e começamos a caminhada por volta das 09h50.
A estradinha obviamente levava à alguma residência e com pouco menos de meio quilômetro, encontramos uma porteira fechada com cadeado. Contornamos a porteira pela direita e seguimos pela estrada. Logo chegamos a uma casa, onde chamamos os moradores, mas não havia ninguém. Até mesmo o curral parecia abandonado.

O “caminho” segue pela esquerda dessa casa, em um trecho misturando pasto e vegetação arbustiva. A trilha, quando aparecia, era bem suja. Seguimos sempre subindo, dividindo a tarefa de rastrear o caminho. Pouco depois, o terreno voltou a ficar plano e contornamos pela esquerda uma “ilha” de vegetação. A partir desse ponto, o terreno começava a apresentar uma característica das trilhas dessa região, com uma areia quartizítica bem fininha e branca.
Fizemos um ligeiro desvio para a direita e passamos por uma cerca de arame farpado, com a colaboração dos colegas de trilha. Logo chegamos num dos pontos mais bonitos da trilha, com uma grande área coberta por areia branca. A nossa frente, outras bonitas serras da região, como a Serra Negra e a Serra do Cruz.

Agora nossa “guinada” foi para a esquerda, subindo a trilha fofa por causa da areia. Subimos procurando os melhores caminhos entre a vegetação. Pouco acima, interceptamos outra trilha, bem mais definida. Pegamos a direita e seguimos por esse caminho, até chegarmos na crista da montanha.
O relógio marcava 11h30!! Seguimos alguns metros pela crista e resolvemos fazer uma parada para lanchar e beber alguma coisa, aproveitando um pouco a sombra do local. Depois de 20 minutos bem aproveitados, retomamos nossa marcha, aproveitando o visual que a montanha proporcionava.
Após passarmos por uma área mais aberta, próxima da borda da montanha, entramos em um trecho de mata. A trilha permanecia bem aberta e definida. Após alcançarmos novamente um terreno mais aberto, seguimos contornando a floresta. Pouco depois, a trilha começa a apresentar algumas bifurcações (que acabavam sempre no mesmo lugar) e a vegetação também fica mais arbustiva. Depois de um ligeiro desvio para a esquerda chegamos, as 13h10, ao cume da Serra das Flores. Aproveitamos para explorar um pouco o amplo cume, tirar muitas fotos e comer mais alguma coisa.

Por volta das 14h começamos a descida, que foi feita sem maiores problemas. No ponto do “areal” fizemos uma nova parada para mais fotos, aproveitando a linda tarde que fazia. Chegamos ao carro pouco depois das 16h. Colocamos uma roupa limpa e pegamos novamente a estrada. Em uma das “voltas” da estradinha o Pajero quase foi agredido por uma vaca! O coice tirou um fino...
Ainda fizemos mais uma parada em Lima Duarte para comemorarmos o sucesso de mais uma trilha nessa incrível região. Depois disso, seguimos “non-stop” até Itaipava, onde nos despedimos de nossos amigos.

Fabio Fliess
Fabio Fliess

Published on 05/29/2021 14:06

Performed on 08/01/2015

1 Participant

Letícia Fliess

Views

301

8
Marcelo Knieling
Marcelo Knieling 05/29/2021 14:29

Show de relato Fábio !!

Thiago Char
Thiago Char 05/29/2021 15:30

Ótimo relato, a areia branca dá a impressão que vc está em alguma trilha de praia!

George Araujo
George Araujo 05/29/2021 16:29

Belíssimos registros 👏🏼👏🏼👏🏼

Fabio Fliess
Fabio Fliess 05/30/2021 19:35

Valeu Marcelo. Muito obrigado!!!!

Priscilla Suelen de Faria
Priscilla Suelen de Faria 06/08/2021 09:34

Ótimo relato, Fliess! Deu vontade de ir!

Fabio Fliess
Fabio Fliess 06/16/2021 15:34

Obrigado Thiago!!! Sim, esse tipo de terreno é bastante comum em Ibitipoca e trilhas próximas. Abs

Fabio Fliess
Fabio Fliess 06/16/2021 15:34

Muito obrigado George!

Fabio Fliess
Fabio Fliess 06/16/2021 15:35

Obrigado Pri. Foi bom relembrar mais um lugar bacana de Minas! Beijão.

Fabio Fliess

Fabio Fliess

Petrópolis - RJ

Rox
3716

Montanhista desde que me conheço por gente!!! Sócio e condutor do CEP - Centro Excursionista Petropolitano. Take it easy e bora pras montanhas! Instagram: @fliess

Adventures Map

7 Posts

See More

6779 Following



Minimum Impact
Manifesto
Rox

Renan Cavichi, Dri @Drilify and 405 others support the Minimum Impact Manifest


Together
Inclusive Adventures
Rox

Bruna Fávaro, Bruno Negreiros and 156 others support the Together page.