AventureBoxExplore
Create your account
Travessia Governador Portela x Arcadia - Serra do Couto

Travessia Governador Portela x Arcadia - Serra do Couto

Caminhada de aproximadamente 20km entre os distritos de Governador Portela e Arcadia em Miguel Pereira.

Hiking

A Travessia Governador Portela x Arcadia é uma boa para quem quer treinar caminhada, é uma boa pernada, cerca de 20 km, porém sempre num declive suave, quase imperceptivel. A Trilha fica na Serra do Couto, segue pela antiga linha de trem desativada, antiga linha auxiliar que seguia de Japeri até Miguel Pereira e Tres Rios. Nos anos 80 tambem funcionou uma linha de trem turística, o Trem Azul. Hoje ha poucos sinais da ferrovia ja tomada, em parte pelo mato, em parte pelas comunidades que estão crescendo ferrovia a dentro.

Pra quem vai de carro o ideal e deixar o carro na parada de Onibus em Arcadia, subir de onibus até Governador Portela, a trilha termina proximo a parada de onibus em Arcadia. O onibus até Governador Portela ou van custa 7,00. Para quem não tem carro a opção e ir do Rio até Japeri, de trem ou onibus, em Japeri, pega o onibus comum pra Miguel Pereira, o mesmo que pegaria em Arcadia, que custa 12,00. Pra retornar a mesma coisa.

A trilha se inicia pouco antes da entrada de Governador Portela, descendo a esquerda de quem sobe a estrada, logo após a placa que indica o monumento da Gruta dos Escravos.

Descendo uns 10 metros, a direita de quem sobe, ou esquerda de quem desce ja encontra a linha trem, ja parcialmente encoberta.

Dai em diante só seguir em frente. Mais ou menos meia hora de caminhada vai ter o acesso a trilha que leva a Gruta dos Escravos.

A Gruta dos Escravos foi construída por escravos, no século XVIII, na Serra do Couto, em homenagem à Nossa Senhora da Penna. Além da capela, a gruta possui várias pedras que foram talhadas pelos escravos.

É uma trilha de bate e volta, da trilha principal a gruta e retorno, leva mais ou menos meia hora.

Depois é seguir pela trilha, pelos trilhos, ainda se vê muitos vestigios, ve-se tambem que em breve ela deixará de existir pela pura e simples ocupação.

A proxima parada é na comunidade de Fragoso, fica facil saber que esta chegando porque voce começa a ver na linha do trem, na trilha, casas dos dos lados, a comunidade esta entrando, seguindo os trilhos. É um bom lugar para tomar um café, comprar agua, ou algo necessario, visto que tem algum comércio. Atente para o fato de que deve seguir depois, bem pelo lado esquerdo, observe os vestigios dos trilhos.

Agora a trilha deixa de ser trilha e passa a ser basicamente uma rua, visto que a comunidade tomou os dois lados, não ha nesse trecho, vestigios da ferrovia, vai passar pela estação de tratamento da CEDAE e seguir. É reto não há bifurcação.

O proximo ponto de interesse e parada para fotos é a Ponte Vermelha, Ponte de Vera Cruz ou de Paulo de Frontim, um local bastante conhecido por praticantes de rapel.

Pode-se atravessar ela por cima, alguns que tem medo de altura podem se complicar, porque ha trechos dela em que a passagem é somente por uma viga metalica, não é perigoso, só necessita bastante atenção. Pode-se optar por descer , atravessar o rio Santana a pé ou seguir por uma estrava de terra que margeia o rio do lado direito e atravessar mais a frente em uma ponte. Porém o legal desta travessia é passar pela ponte.

Passando a ponte atente que a trilha meio que some, siga reto e vai entrar no quintal de uma casa, desça a direita no quintal, chame avise e peça para passar, é a casa de uma senhora muito simpatica, que não se incomoda com a passagem dos trilheiros, porém pede que seja avisada da passagem (coisa que alguns mal educados não fazem), até porque pra seguir a trilha voce saira pelo portão da casa dela.

Dai siga sempre em frente, vai passar pela estação de captação da CEDAE e pela antiga Estação de Vera Cruz, que foi tomada, loteada e virou moradia. Tome cuidado, ha uma bifurcação com uma estrada que sobe a esquerda, não suba siga reto.

Seguindo por cerca de meia hora, fique atendo aos ruidos de agua, o rio Santana esta a sua direita, não ha sinalizaçao, apenas uma entrada no arame farpado para a Cachoeira de Vera Cruz, apesar de a aguar ser duvidosa, visto haver muitas moradias proximas, é um ótimo ponto para fotografias, a água e clara, tem uma pequena praia otima para banho, mas não ha como saber a qualidade da agua, apesar de ser transparente.

Dai em diante é pernada, sem atrativos, até a Cachoeira Monte Libano, é logo após uma ponte, em que passamos do lado esquerdo para o lado direito do rio, voce vera a cachoeira e o poço bem abaixo do lado esquerdo, é preciso descer para a cachoeira, em uma pequena abertura de trilha do seu lado esquerdo, fique atento, não é dificil de achar.

Dai em diante é só pernada até Arcadia, os pontos de interesse acabam, porém ainda sobram paisagens lindissimas.

Após este ponto chegamos a um mirante, foto abaixo, tem que se tomar uma descisão, atravesar o Rio e seguir pela margem esquerda, estrada de terra, ou seguir pela trilha original, trilhos, margem direita, a seus prós e contras nos dois casos, e ambas as opções terminam no mesmo lugar.

Fiz esta travessia duas vezes recentemente, cada uma por um lado. Seguindo pela margem esquerda, tem que atravessar o Rio Santana, e fácil de ver a vau de passagem, visto que ha uma tubulaçao da petrobras atravessando nessa área, e a vau do rio fica exatamente em frente a um posto de reguação do gasoduto (suponho). Da segunda vez que fui la, este mês, vi que na mesma área esta sendo construida uma micro-hidroeletrica, então pode-se ver caminhões e homens trabalhando. É preciso descer o morro em direção ao Rio e atravessar. O ruim desta opção é que constuma-se fazer a tarde, e vai seguir depois o tempo todo com o sol na cabeça.

A vantagem de atravessar o Rio é que a trilha que segue a linha do trem, pela margem direita, esta infestada de carrapatos, sofri bastante com essa praga nas duas vezes que fui la, e me precavendo, a vantagem é que pela margem direita vai pela sompra.

Então é critério de cada um, fazer sua opção sabendo os prós e contras.

Teminamos na antiga estação de trem de Arcadia, hoje um posto de saude. Quanto tempo demora a travessia, é relativo, depende do tempo que vai parar em cada um dos atrativos. Não é uma trilha exigente, cansa devido ao tamanho do percurso, mas não é nenhum absurdo. Muito bom pra treino. Recomendo levar bastante agua porque a agua no trajeto, do rio, não acho segura.

Agradeço a minha namorada Daniela O. Soares e ao Amigo Carlos Dumas que me acompanharam nesse hiking.

Um dia excelente e muito produtivo.