AventureBoxExplore
Create your account
Travessia do Vale da Morte - Rio da Onça

Travessia do Vale da Morte - Rio da Onça

De Paranapiacaba até Cubatão

Que trilha!
ATENÇÃO: A maioria (se não todos) os outros tracklogs encontrados pelo wikilock e por outros sites desta travessia, foram desenhados a mão, logo não servem como base de navegação. Este meu, é o real do caminho. Mesmo assim, não se deve ser usado como base. Explicações abaixo.

Vou ser bem direto: não recomendo para iniciantes ou quem não estiver preparado e também quem não souber o caminho.
Para quem já é experiente, estude bem antes, leia dicas, vejam os tracklogs (levem mais de um com você), leve um GPS ou aplicativo de celular mesmo.
Em várias partes do caminho, fica impossível passar via rio, então deve entrar por trilha no mato até passar o precipício (rocha gigante que dá numa queda d'água). O problema é encontrar a trilha correta, pois a maioria destas estão fechadas no início pelo mato.
Por se tratar de uma trilha extremamente difícil e assim sendo, poucas pessoas vão, o mato cresce e esconde onde se deve desviar.

NÃO use apenas tracklogs como base (inclusive não recomendo este meu, pelo menos a parte do portal do vale até a confluência dos rios), pois todos que pesquisei não estão bons, até porque é bem difícil marcar e mostrar o ponto correto de um início de trilha por exemplo. O ideal é pedir dicas de quem já foi, ou ir com alguém que já foi.
Em vários momentos é obrigatório nadar por lagos para atravessar o rio e então subir e descer enormes pirambeiras para vencer um obstáculo que não tem como passar pelo rio.

Trilha de esforço físico imenso. Tenha ciência de onde está entrando.
Após a confluência entre os rios Mogi e o rio da Onça, vimos pegadas de onça já próximo a saída para os trilhos de trem.
Por não saber o caminho, ficamos procurando a trilha em vários momentos, por isso está bem rabiscado o tracklog e demoramos muito tempo para concluir.
Uso de corda é obrigatório. Escalada em rochas acontece sempre.
Vá bem cedo e NÃO vá se chover muito. De preferência nem se chover qualquer quantidade. Provavelmente é a trilha mais difícil de Paranapiacaba.

É um grande teste físico e psicológico.
Tenha em mente o grau de dificuldade e saiba onde está entrando. Lá o risco de se machucar muito feio e de morte é real. Tenha consciência. Respeite a natureza.

Lucas Santana
Lucas Santana

Published on 04/04/2017 10:38

Performed on 02/11/2017

Views

3406