AventureBoxExplore
Create your account
Passeio em São Thomé das Letras

Passeio em São Thomé das Letras

3 dias conhecendo essa cidade mística em MG.

4 x 4 Off-Roading Hiking

Passeios e trilhas fáceis pela cidade encantadora e mística de São Thomé das Letras, em MG.

Dia 1 - 09/02/2020 - Quinta-feira

Saindo do Rio de Janeiro, sentido a cidade de Três Corações (cidade em que o pelé nasceu). Nesta cidade paramos para almoçar e depois continuamos viagem sentido São Thomé. Feito assim, você pega uma estrada boa e asfaltada o tempo todo. As outras entradas da cidade, pelo que andei lendo, são um pouco complicadas e mais recomendadas para quem está com um 4x4. Preferi não arriscar.

Vindo de Três Corações você já da de cara com o pórtico da cidade que tem uma bela vista.

Pórtico da cidade

Fomos até o centro, compramos algumas coisas e de lá partimos para a primeira cachoeira: Vale das borboletas.

Assim que chegamos no estacionamento, um rapaz cobrou R$ 5 e deu a dica que tinha o "poço dos gnomos" e andando pelo rio se chegaria no "vale das borboletas". Se constinuasse a caminhar seguindo o sentido do rio, alguns km a frente, se chegaria na "garganta do Diabo". Fomos lá conhecer.

Poço dos gnomos

Garganta do diabo

Achar a garganta do Diabo não foi lá tão fácil, mas valeu muito a pena. Ao chegar lá, só tinha 3 pessoas. Um lugar quase só pra gente.

O tempo começou a ficar um pouco mais feio, então resolvemos voltar. Voltamos tudo e quando chegamos onde estacionei o carro, ali tem alguns restaurantes. Resolvemos pedir um pastel e um refrigerante. Assim que sentamos para comer, caiu a chuva. O restaurante tem uma vista muito bonita. Com a chuva ficou um charme. Depois de uns 40 min a chuva parou.

Fomos fazer o check-in no hostel que tínhamos reservado (mística hostel), descansar, depois andar pela cidade a noite para comprar lembranças e suprimentos para os dias que ficaríamos por ali.

Fomos na gruta são thomé, depois andamos até a casa da pirâmide à noite. Era dia de lua cheia, mas o céu estava um pouco encoberto.
Na volta fomos comer uma pizza e depois descansar.

Dia 2 - 10/01/2020 - Sexta-feira

Acordamos de madrugada e o objetivo é ver o nascer do sol lá na pirâmide. Muito bonito.

Depois fomos andamos até o cruzeiro e o monte de pedras que tem ali no parque Municipal Antonio Rosa. Montei o meu toten.

Cruzeiro

Voltamos para o carro para ir até a pedra da bruxa que tem por ali perto. Não consegui ver bruxa nenhuma, haha.

De volta ao hostel, tomamos café da manhã, descansamos mais um pouco e partimos para a rua mais uma vez. Fomos direto para o poço verde e gruta do Labirinto. O custo é de 20 reais por pessoa. Oferecem capacete com lanterna para entrar na gruta. É um passeio guiado bem legal.

Enquanto esperávamos o guia para nos levar na gruta, ficamos conversando com um rapaz ali e ele deu algumas dicas de lugares para comer. Recomendou uma pizzaria de esquina atrás da igreja principal.

Depois da gruta, fomos para o poço verde.

Nas fotos da internet o lugar parecia mais bonito. O bom é que da para relaxar ali. Água quentinha.

De volta pro carro partimos sentido Cachoeira e gruta do sobradinho. Custo de 30 reais por pessoa. Lugar MUITO bom. 30 reais saiu de graça. Tem um restaurante com uma vista maravilhosa. A gruta é guiada e bem interessante, terminando o passeio numa cachoeira. Tem piscina e sala de jogos com tudo liberado por esse valor. Ficamos a tarde inteira ali. Muito bom.

Na volta para o hostel, paramos na cachoeira da Lua. Sem custos. A cachoeira é um pouco sem graça. Só vale pela corda que tem ali e a mulekada saltando nela... mas nada demais. Nem entramos na água.

Voltamos para o hostel, tomamos banho e partimos para a cidade. Fomos andando. No caminho paramos no restaurante Alcazar. Tem uma entrada bem chamativa. Bonita.

O ambiente é legal, música ao vivo maneira, tem sinuca... mas as porções são minúsculas! No link no final do relato falo mais sobre esse lugar para quem tiver interesse.

Saímos dali e fomos andar mais pelo centro a noite. Já era uma sexta-feira e estava BEM mais animada do que no dia anterior. Várias bandinhas tocando na rua, apresentações. Bastante gente na praça passeando. Me arrependi de não ter levado o vinho e ficar tomando ali na praça.

Dia 3 - 11/01/2020 - Sábado

Acordei com um monte de gente falando. Fui ver o que era e tinha chegado DOIS onibus inteiros de turismo e o povo tudo tomando café ali no hostel. Doidera. Fiquei um pouco impressionado como a cidade muda no final de semana. A quantidade de gente.

Tomamos nosso café da manhã, arrumamos tudo, fizemos check-out no hostel e partimos para as cachoeiras.

Fomos direto para a cachoeira Antares. Um pouco longe do centro, mas vale a pena. Custo de R$ 5 para entrar. Tem um restaurante ali próximo também.

Cachoeira Antares

Dali fomos para a cachoeira véu da noiva. Sem custos. Ao chegar perto dela, já dava para ver uma fila de carros e ônibus estacionados. Descemos até a cachoeira e estava lotada. Como chegamos nela por volta de meio dia, estava lotada mas muita gente indo embora. Para almoçar, talvez.

Véu da noiva

Pegamos uma pequena trilha ali mesmo e chegamos na cachoera Paraíso.

Cachoeira paraíso

Voltamos para o carro, pegando a estrada sentido centro da cidade. No caminho paramos na cachoeira do flávio.

A cachoeira já não é muito grande e tinha muita gente fazendo rituais. Energia não estava a das melhores não. Nem entramos na água.

De volta pro carro fomos até a cachoeira Eubiose. Custo de 5 reais. Essa foi bem legal.

Dali, voltamos pro centro da cidade, almoçamos, trocamos de roupa e pegamos a estrada de volta pra casa.

Agumas Informações (opniões) e dicas a mais:
https://marceluferreira.blogspot.com/2020/02/sao-thome-das-letras.html

Marcelo A Ferreira
Marcelo A Ferreira

Published on 02/08/2020 11:54

Performed from 01/09/2020 to 01/11/2020

Views

2071

6
Clara Santo
Clara Santo 02/20/2020 21:03

Que legal!!!

Marcelo A Ferreira
Marcelo A Ferreira 02/20/2020 21:19

Hehe. Valew clara. Lugar bem legal para de visitar. Recomendo. Da para passar um final de semana lá tranquilamente.

Clara Santo
Clara Santo 02/20/2020 21:30

Tenho vontade mesmo, já ouvi falar muito mas nunca tinha visto fotos.

Rosemary Rodrigues
Rosemary Rodrigues 03/31/2020 12:50

Sensacional, STL tem lugares incríveis onde não vai mta gente. Qdo retornar vá até as corredeiras de Xangrilá, Cachoeira da Chuva, e pico do gavião. Valem super a pena. Essa garganta do diabo ainda não fui, depois me conta se é mto complicado de ir ;)

Marcelo A Ferreira
Marcelo A Ferreira 03/31/2020 12:53

Sim. Verdade. Ei até fiquei sabendo desses lugares, mas fiquei com preguiça de pesquisar como chegar lá. Rsrs. Quem sabe numa próxima ida até lá. Gostei bastante da cidade. A garganta do diabo eh tranquilo. Só ir pro vale das borboletas e ir seguindo o fluxo do Rio pelas trilhas q tem ao lado. 😀

Rosemary Rodrigues
Rosemary Rodrigues 03/31/2020 12:55

Showwww... Valeu a dica! Kkkk... O pico do gavião foi difícil de achar rs... Mas valeu a pena! A vista é incrível!

Marcelo A Ferreira

Marcelo A Ferreira

Arraial do Cabo - RJ - Brasil

Rox
821

Economista, aventureiro, funcionário público. @mar_celoferreira

Adventures Map
linktr.ee/mar_celoferreira

1012 Following



Minimum Impact
Manifesto
Rox

Fabio Fliess, Renan Cavichi and 405 others support the Minimum Impact Manifest