AventureBoxExplore
Create your account
Salto Boicotó / Silviolândia

Salto Boicotó / Silviolândia

"Não custa nada ajudar ou oferecer ajuda a alguém, pois não se sabe quando precisará de uma ajudinha."

Mountain Bike

Essa foto tem uma história bem inusitada. Então segue resumo do sábado !!
Como de costume, sempre pedalo aos sábados em companhia de amigos. Dessa vez o Renato não pôde me acompanhar, então fui sozinho mesmo. A ideia era fazer a volta Boicotó/Silviolândia. Ao passar a ponte do rio da Várzea, um fusca branco me ultrapassou, com três pessoas dentro. Quando cheguei perto da entrada da estrada para Silviolândia, olhei o fusca parado na estrada, logo acima. Parei prontamente para ajudar. Três mulheres dentro do fusca. Perguntei o que aconteceu e a motorista me falou que o fusca não pegava mais. Perguntei se poderia dar uma olhada no motor, e me permitiram. Abri a tampa e já achei o problema. A bobina escapou da abraçadeira e caiu, soltando os cabos. Perguntei se tinham algo para amarrar a bobina no lugar. As ideias apareceram, sacola, "xuxinha de cabelo", e então uma delas achou um pedaço de fio dentro do carro. Amarrei a bobina no lugar, conectei o cabo e pedi para dar a partida. Bingo !! Funcionou de primeira. Agradeceram e seguiram sentido Comunidade Boa Esperança. Disse que estava indo naquela direção também. Agradeceram a ajuda e nos despedimos. Ao chegar na Comunidade reencontrei o trio, já em companhia do irmão de uma delas. Já tinham resolvido a gambiarra que eu tinha feito. Me ofereceram água gelada e aceitei, é claro, pois o calor estava forte. Nisso descubro que uma das mulheres era irmã do Claudinei. Nos despedimos novamente e segui sentido Salto Boicotó. Nem 2 mil metros depois, na primeira descida de cascalho, pufff, pneu furado. Troquei a câmara de ar e segui sentido a cachoeira Salto Boicotó. Chegando perto da cachoeira, nem 100 metros dela, pufff, segundo pneu furado. Eu não tinha outra câmara. Sentei na sombra e comecei a rir. Eu estava a 32km da minha casa. Nisso passou o Sr. Antonio, dono do sítio em que está a cachoeira. Perguntou se estava bem. Respondi que me virava. Já conformado, comecei a empurrar bike, voltando pelo mesmo caminho. Eis que no mesmo lugar que eu e o Valmir ajudamos o Airton quando ele ralou o capacete meses atrás, aparece de repente o Betinho, em companhia do Maique, Neto e outros colegas. Betinho jogou no chão a única câmara reserva que ele tinha. E sumiu de vista tão rápido quanto apareceu. Troquei a câmara novamente e então cheguei na cachoeira para tirar essa foto. Voltei pelo mesmo caminho que fui. Passei novamente pela Boa Esperança, só estava uma das mulheres. Pedi o resto da água que me ofereceram, que ainda estava no banco de madeira. Voltei rindo sozinho de tudo isso.
Conclusão: Não custa nada ajudar ou oferecer ajuda a alguém, pois não se sabe quando precisará de uma ajudinha.
Resumo: 64km, 1088 de desnível acumulado, dois pneus furados, uma foto na cachoeira, e todos sobreviveram, o fusca, eu, o trio de mulheres, e espero que Betinho não tenha furado seu pneu.
Fim !!!

Marcelo Knieling
Marcelo Knieling

Published on 09/12/2020 23:04

Performed on 09/12/2020

Views

261

1
Ariane
Ariane 10/04/2020 21:18

Kkkkkk eu voltaria chorando e rindo

Marcelo Knieling

Marcelo Knieling

Campo Mourão - PR

Rox
157

🌎 Turismólogo 🌐 Gestor do Turismo ⛺ Aventureiro 🏔 Montanhista 💪 Escalador 🚵 Ciclista Road/MTB 📸 Aspirante a Fotógrafo 💗 @elisangela.knieling 🇧🇷 Campo Mourão - Paraná

Adventures Map
instagram.com/marceloknieling?igshid=cpctei8vh9kz

143 Following



Minimum Impact
Manifesto
Rox

Fabio Fliess, Renan Cavichi and 385 others support the Minimum Impact Manifest


Together
Inclusive Adventures
Rox

Bruno Negreiros, Peter Tofte and 140 others support the Together page.