AventureBoxExplore
Create your account
Complexo do Voturuna  (Aquatrekking)

Complexo do Voturuna (Aquatrekking)

Morros SP: O retorno foi muito bom, via aquatrekking foi bem desafiadora e concluída (homenagem a Sra Michelle Engi)

Voturuna

Localizado entre os municípios de Santana de Parnaíba e Pirapora do Bom Jesus, com uma breve passada de Araçariguama também chamado de Morro Negro, era o ponto de localização dos bandeirantes, e núcleo minerador de toda a Capitania de São Vicente.

Voltamos, aqui novamente o retorno eleva a emoção nas lembranças vividas.

O complexo do Voturuna é totalmente completo para amantes da natureza devido ser um complexo com morros derivados em sua extensão à olho clínico, é possível visualizar as elevações sendo destaque para Morro Negro; sua extensão deixa uma pontinha visível no início da travessia, que quando vamos nos aproximando começa as escarpas ficarem escuras com derivadas vegetações, esse é apenas um dos efeitos tridimensionais dessa majestosa elevação. A Cachoeira que pode ser feita parte da trilha por dentro da mesma inovando assim a caminhada, diferente de outras vezes que estive presente nessa rota dos Bandeira.

Quem atendeu o convite foi a Michelle Engi, como Thiago Sousa estaria de bobeira atendeu o convite rapidamente, além do meu parceiro Elson Santos que marca presença em todas. Previsto para deixar o carro na pastelaria do Baixinho chegando lá tivemos uma agradável surpresa; a pastelaria agora fica à beira estrada com novidades e inovações o big pastel com mais de dois sabores e o caldo de cana que já está disponível, pois da outra vez que estive por lá a máquina estava no conserto.
Então dali embocamos pela estrada que automaticamente leva aos morros podendo escolher a dune-dê seu inicio. A primeira vista vimos todo complexo frontamente, tão belo e divino admirar.
Chegando na entrada da trilha encontramos uma familia que aos FDS matinal fazem uma limpeza naquele local, desejaram ótimo passeio a nós, claramente retribuimos e continuamos nossa pernada que prometia.
O Elson queria pregar uma surpresa para a Michelle, mas eu disse que a pirambeira já estava ótimo, mas insistiu por belas águas. Encontramos na principal queda da Cachoeira uma espécie de Janela do Céu Paulista opa então bora posar pq não precisa de fila para tirar foto,pensei a primeiro momento lembrando da janela do céu do Parque Ibitipoca.
Elson sugeriu para dali em diante por dentro do Rio já que ainda estava em baixa o volume do mesmo, aceitamos todos para essa curiosa e rápida exploração foi muito agradável conhecer aquela parte muito lindo de se apreciar e como o sol já rachava nossa cuca essa foi uma ótima idéia, chegando próximo da base do Morro não conseguimos fazer a passagem devido as pedras oferecer risco eminentes então fizemos um desvio e alcançamos a base do Morro, onde tem área de Camping e ao lado uma poço com águas límpidas

Por ali ficamos e comemos um lanche admirando tal elevação que ja tínhamos ganhado a altitude, todos alimentados prosseguimos sentido ao Cume,mas dessa vez os cânions chama nossa atenção então resolvemos ir para o lado do Paiol , ainda sempre vi aquela rota fazer a Travessia começando pela via do Paiol é interessante e inspirador ao mesmo tempo bordejar por lá. A galera logo topou em ir, então lá fomos, realmente foi bom ter ido naquele lado assim provou que de todos os ângulos aquele complexo do Voturuna é lindo e poucos trekkers apreciam o local mantendo assim a qualidade e preservação daquele meio ambiente.

Continuamos assim fazendo um retorno rumo ao Cachoeira, ainda se mantendo pela via do Paiol, mas não a principal encontramos uma brecha a direita para o tal retorno, deixando assim as escarpas para trás a nivel das ombreiras, seguindo essa trilha que nos coloca novamente na nossa rota inicial fomos em direção a Cachoeira chegando lá descansamos, comemos algo, e agora a pirambeira que ignoramos no começo entraria em cena moendo assim nossos joelhos, então aê lá vamos nós saiam debaixo! Vencemos rápido e cautelosamente aquela pirambeira, alcançando assim a base da Cachoeira e dali em diante era bem tranquilo apenas 5 km de estrada plana e rural.
O final claro poderia ser de cansaço, mas com a felicidade de chegar na pastelaria e desenrolar um pastel à sapê.
Chegamos na pastelaria, e comemos aquele pastel com um toque do interior... delícia! !
Em direção para Sampa conversamos de uma possivel rota; contornar dentro do Vale sem alcançar tais elevações, por ali temos bons indícios de novas aventuras.

Priscila Nascimento
Priscila Nascimento

Published on 02/13/2017 18:36

Performed on 02/13/2017

1 Participant

Michelle Engi

Views

2544

2
-------------------------
------------------------- 02/17/2017 11:49

rs, leva eu

Priscila Nascimento
Priscila Nascimento 02/18/2017 09:05

Poxa, vamos sim.... marca ae