AventureBoxExplore
Create your account
Travessia Itatiaia x Maromba

Travessia Itatiaia x Maromba

Via Rancho Caído.

Páscoa, aproveitamos os dias do feriado para fazer a Travessia Itatiaia x Maromba. Escolhemos a via do Rancho Caído por acreditar que seria o caminho mais bonito, e queríamos subir a Pedra do Sino, que tb estava faltando no nosso currículo dos 10+. Na aventura, somente o Tsuda e eu.

Por conta da logística e do valor do Resgate, decidimos ir cada um em seu carro. Saímos na sexta por volta das 5h30 de São Paulo, com destino a Vila de Maromba, onde seria nosso ponto de chegada da travessia. Chegamos a Maromba por volta das 10h, deixamos um dos carros no estacionamento, e aproveitamos para conhecer algumas cachoeiras da região, tomar um banho gelado e almoçar, Por volta das 16h, seguimos com o outro carro para a parte alta do parque.

Cachoeira dos Macacos

Decidimos pernoitar no Hostel Picus, encontrar e passar o tempo com alguns amigos que estavam aproveitando o feriado na parte alta do parque, e iriam ficar hospedados alí. Felipe, como sempre, nós recebeu mto bem, e o espaço dele está ficando cada dia mais aconchegante, cada vez que eu volto está melhor. Recomendo o local.

No sábado de manhã, saímos do hostel por volta das 5h20. Fomos os terceiros a chegar no parque, não tínhamos reserva para a travessia, então decidimos chegar cedo e garantir nosso ingresso. Td liberado, iniciamos a trilha via 5 Lagos por volta das 7h40.

O Circuito dos 5 Lagos nesse sentido apresenta mtos trechos de subida, é possível ver os Lagos ( é claro!), a Cachoeira do Lagos, a Pedra do Altar, Agulhas e o Sino. Qnd chegar ao final da trilha, vc vai encontrar um totem com as placas indicativas da Cachoeira do Aiuruoca e Abrigo Rebouças. Siga para a Cachoeira.

Circuito 5 Lagos - Vista da Pedra do Sino, Altar e a pontinha das Agulhas.

Depois de uma descida e de começar a atravessar o vale, chegamos na bifurcação da cachoeira do Aiuruoca, por volta das 10h. Decidimos dar uma passadinha por lá, só para ver que a água continua com a temperatura agradável de sempre.

O caminho até os Ovos da Galinha, não era novo pra mim, mas o Tsuda ainda não conhecia essa parte do parque e por isso decidimos pelo Circuitos dos 5 Lagos. Combinamos de fazer a travessia com calma e aproveitar o caminho, as paisagens e os atrativos.

Cachoeira do Aiuruoca

Da cachoeira seguimos para a Pedra do Sino, ao chegar na bifurcação Pedra do Sino x Travessia, paramos fizemos um lanche rápido, deixamos as cargueiras e subimos. A subida do Sino é tranquila, e demarcada por totens de pedra, se vc tem senso de direção e alguma experiência em trilhas, não terá erro, do contrário, contrate um guia.

Iniciamos a subida por volta das 11h40, gastamos por volta de 1h para subir, com paradas para fotos. Curtimos o cume, assinamos o livro, tiramos fotos, conversamos com o pessoal que estava por lá e descemos. Não poderíamos demorar, havia um caminho ainda pela frente.

Cume Pedra do Sino, com as Agulhas ao fundo direito

Retornamos a travessia por volta das 14h, pegamos um pouco de chuva antes de chegar ao local do acampamento, e molhamos um pouquinho os pés. Os rios estavam cheios e atravessa-los foi digamos, interessante...(kkkk)

O local de acampamento, é estipulado nas regras do parque. Vc adquire as coordenadas pelo site, e há uma placa escrito Racho Caído no local correto. No entanto um pouco antes, vimos uma clareira e sinais de que o pessoal acampa por ali, sinais de fogueira e lixo deixado pra trás. (Infelizmente!!!)

Chegamos no local de acampamento por volta das 16h. Erámos só nos no espaço, só nós na trilha, apesar de um grupo estar agendado para mesma data, não nos encontramos ao logo do percurso. A sensação de ser únicos em lugares assim é incrível e libertadora (Acho que vcs sabem né?!)

O melhor local para acampar estava, digamos, meio alagado e muito úmido. Decidimos testar e montar acampamento em solo rochoso e aprender um pouco com isso.

Montamos as barracas, improvisamos um gazebo, trocamos nossas roupas molhadas e começamos a fazer nossa janta. Há um pequeno riacho próximo ao local de camping que facilita a vida.

No dia seguinte, acordamos com o tempo fechado e uma ventania enorme, na barraca a temperatura era por volta de 8 ºC, começamos a organizar as coisas sem mta pressa. Assim que o vento deu uma amenizada e a temperatura subiu um pouco fizemos o café e começamos a desmontar acampamento.

Iniciamos o restante da travessia por volta das 10h, nesse trecho final a descida judia um pouco dos joelhos. Chegamos ao seu final por volta 13h30. Tomamos um banho gelado na Cachoeira do Escorrega, uma cerveja gelada, pegamos o carro no estacionamento e seguimos pra parte alta novamente.

Chegamos na portaria do parque por volta das 17h30. Pegamos o carro e retornamos para São Paulo, onde chegamos por volta das 22h30.

OBS:

-Tire uma foto da permissão de entrada no parque, ou carregue seu comprovante ou sua permissão em um local de fácil acesso. Próximo ao termino da travessia, uma guarda do parque nos parou e pediu nossas autorizações, assim como nos fez algumas perguntas.

- O percurso descrito deu por volta de 26km.

Sara Caroline
Sara Caroline

Published on 04/07/2018 18:00

Performed from 03/30/2018 to 04/01/2018

1 Participant

Marcos Tsuda

Views

2392

2
Marcos Tsuda
Marcos Tsuda 08/21/2018 23:58

Só tenho um comentario: TOP!!!

Jone Rodrigues
Jone Rodrigues 02/25/2019 20:05

Linda Travessia! Parabéns