AventureBoxExplore
Create your account
Rapel no Morro do Moreno

Rapel no Morro do Moreno

Rapel de 50 metros com parte da descida aérea, com um incrível visual em meio à área urbana.

Moro em Vila Velha. Volta e meia passava pela Terceira Ponte, que é uma das pontes que liga Vila Velha à capital, Vitória. E via aquele pessoal, no alto do Morro do Moreno, no sol e me perguntava: o que será que motiva esse povo a fazer isso?!??!

Esportes de aventura sempre me intrigaram. Sempre com a pergunta sobre o que motivava pessoas a caminhar longas distâncias, subir montanhas, passar perrengue. Daí em uma conversa com meu irmão e alguns amigos que me responderam: o acesso à paisagens incríveis; a superação; a possibilidade de ter contato consigo mesmo.

Gosto muito de fotografar, contemplar a natureza e meditar. Porque não me lançar em esportes de aventura?

Até que após um período turbulento da minha vida, resolvi colocar um pouco de adrenalina na vida, tentar ver o mundo de outro ângulo. Além de explorar outras paisagens. Comecei pelo Rapel no Morro do Moreno.

É um lugar lindo, com um potencial enorme para esportes de aventura, porém pouco explorado. O rapel por lá é bem tranquilo e possui trechos de rapel vertical e horizontal.

Fui com a equipe da Planeta Vertical (http://www.planetavertical.com.br) e me senti muito segura, tanto em relação aos instrutores quanto ao equipamento.

A paisagem é maravilhosa, equilibrando natureza com paisagens urbanas. E ótimos ângulos para fotografar o Convento da Penha e a Terceira Ponte. A trilha para chegar ao ponto do rapel é bem tranquila. Ou seja, um ótima oportunidade para quem quer começar no rapel.

Além de possibilitar o contato com a natureza, o rapel, para mim é uma oportunidade de trabalhar questões como autocontrole, concentração, atenção, equilíbrio emocional, raciocínio e estratégia.