AventureBoxExplore
Create your account
Uruguai Todo de Motóca

Uruguai Todo de Motóca

Viagem pelo Uruguai com direito a acampamento e muita diversão

Motor Adventure Motorcycling

VISITA AOS VISINHOS DO URUGUAI

Partimos para mais uma aventura pelas estradas, dessa vez rumo ao Sul.

Nosso destino: Passear pelo Uruguai.

Era madrugada quando saímos de São Paulo, como de costume. Bem cedo para andar o máximo possível, já que o primeiro acampamento era pelos lados de Gramado, a aproximadamente 1100 km a frente.

Chegamos ainda com a luz do dia, e com uma chuva fina... Entramos por uma estrada de terra a procura de algum lugar pra montar acampamento. Achamos ha uns 4 km do asfalto, um galpão velho, ainda coberto... perto da estrada onde pudemos fazer uma comida e descansar para o próximo dia de estrada.

Ao amanhecer desmontamos tudo, arrumamos as motos e fomos visitar uma das várias fábricas de chocolates que existem em Gramado. Uma boa alternativa aos viajantes de moto, é mandar os chocolates via sedex, da própria fábrica assim evitamos carregar mais peso e volumes nas malas e garantimos que os chocolates chegarão sem serem devorados!

Entramos para o Uruguai por Asseguá, cidade pequena na região de Bagé/RS. Decidimos que pararíamos logo pelas primeiras cidades para dormir. Nos informaram que na cidade de Mello havia um parque onde poderíamos montar as barracas, então fomos até lá pra conferir.

No Parque Rivera, me senti acampando dentro do Ibirapuera / SP, montamos acampamento na área das churrasqueiras, no meio de um bosque.

Não rodamos muito nesse segundo dia, apenas uns 450 km, mas a fome era grande!

Passamos 2 noites em Mello por conta de um furo no pneu traseiro de uma das motos (o prego tinha 20 cm de comprimento) que fez um estrago grande. Foram precisos 4 minhocas de remendo para tampar o buraco até conseguirmos chegar numa borracharia. Após eles fazerem o mesmo serviço, fomos comer um pancho. Enquanto esperávamos o cachorro-quente uruguaio o remendo saiu novamente, nos fazendo retirar a roda e levar e continuar procurar algum lugar que fizesse um manchão.

Continuando a viagem, fizemos mais um dia de percurso curto, mesmo porque Uruguai não é muito extenso. Foram menos de 200 km de deslocamento no terceiro dia de viagem, até vermos uma placa com indicação à “Quebrada de los Cuervos”, que fomos descobrir do que se tratava o lugar.

A Quebrada foi o primeiro parque nacional do Uruguai, criado ha menos de 10 anos atrás, uma paisagem muito diferente do que estamos acostumados pelo interior do nosso vizinho. Um rio de água ótima (e fria...) com várias aves voando por um vale, em uma curva de rio. Essas aves são da família dos abutres.

Acampamos 2 noites na Quebrada, um lugar fantástico e com uma estrutura fantástica para os visitantes aproveitarem o passeio pelas trilhas.

Depois de descansarmos, fazermos caminhadas, descansarmos novamente... levantamos acampamento rumo ao sexto dia de estrada até Montivideo, onde ficamos 2 noites no Red Hostel, onde conhecemos pessoas muito divertidas.

Fomos assistir a Murda na praia (manifestação cultural, como uma ópera com personagens fantasiados e pintados...).

Passamos pelo Zoológico de Montivideo para conhecer uma das duas Bases do Karumbé, sendo a outra a de La Coronilla, que chegamos após sairmos de Montivideo pela estrada do litoral.

Chegamos no final do dia, e fomos recebidos pelos biólogos Alejandro, Andrés e Gabriela. Montamos acampamento para descansar para o dia seguinte, que acompanharíamos o trabalho de campo na praia, com as tartarugas.

Cedo já estávamos com a turma toda na praia, com um céu azul e muito sol para captura e marcação das tartarugas marinhas. Foram 7 capturadas em aproximadamente 1h dos biólogos na água. Essas tartarugas foram marcadas, pesadas e soltas para pesquisas com análises de populações, rotas migratórias além de diversas outras pesquisas feitas pelos técnicos do Karumbé.

Saímos de lá na metade da tarde, entrando pelo Chuí/RS já voltando pra casa, onde ainda fizemos uma parada em Joinville para dormir a última noite da viagem pela estrada, antes da chegada em casa, que logo já nos faz sentir uma falta tremenda de não saber onde estar no dia seguinte e de não saber o que vem pela frente, em outra aventura pelas estradas.

Vinicius Fonseca
Vinicius Fonseca

Published on 09/17/2015 14:07

Performed on 09/17/2015

Views

2718

2
Renan Viegas
Renan Viegas 11/21/2015 07:59

Bem legal. Entrar com a moto no Uruguai requer alguma documentação especial?

Vinicius Fonseca
Vinicius Fonseca 12/10/2015 19:05

Nada nada! Só o doc da motóca mesmo!!! Só Argentina que requer a carta verde!

Vinicius Fonseca

Vinicius Fonseca

Sorocaba

Rox
246

Viajante, seja a pé, de bicicleta, moto, balão, paraquedas, jipe, trenó, caiaque, bóia de patinho... @viniciuscururu

Adventures Map
vicururu.wixsite.com/viniciusfonseca

305 Following