AventureBoxExplore
Create your account
Expedição Yaripo / Pico da Neblina

Expedição Yaripo / Pico da Neblina

Um breve relato do que foi a expedição Yaripo de Setembro de 2018. Uma experiência incrível !

Mountaineering Trekking

Cume do Pico da Neblina / 2.994 m / O ponto mais alto do Brasil.

Embarquei no dia 06 de Setembro de 2018 em Guarulhos-SP seguindo em direção a Manaus-AM.
Em Manaus encontrei os outros amigos da expedição, e seguimos para o hotel para descansar.
No dia seguinte pegamos mais um avião já em direção a São Gabriel da Cachoeira-AM. Ambos os voos foram tranquilos e com um tapete enorme verde por baixo da aeronave.
Chegando em São Gabriel, nos estabelecemos na base do ISA (Instituto Socioambiental), que coordena o projeto Yaripo.
O ISA coordena o projeto e é responsável pelas autorizações necessárias para essa expedição.
Toda e qualquer tentativa de se acessar o cume sem essas autorizações devidas estará burlando as regras do parque e a entrada será invasão de terra indígena.
Estávamos compondo uma expedição técnica organizada pelo próprio instituto.
Nossa missão era a conclusão de um trabalho de instalção de uma repetidora de rádio através da EQPA Operações Outdoor, para a comunicação entre os guias indígenas que estarão na trilha com a base deles em Maturacá. Essa repetidora irá ajudar a monitorar a trilha, além de ser um canal no caso de alguma emergência.
Foram duas expedições simultâneas uma que subiria o Porapoey onde a antenas seria fixada com Luiz Capovila e outros 6 indígenas, e uma segunda que subiria o Yaripo para realizar os testes necessários em todo o trajeto até o ponto mais alto do Brasil. Essa segunda expedição era composta por: Luiz Antonio Gambá os Yanomamis Esmeraldino e Epitácio e eu.
Saímos de São Gabriel bem cedo em direção a Frente Sul, onde tomaríamos o barco.
São aproximadamente 90km de estrada de terra repleta de atoleiros, mas que segundo informações, será arrumada em breve. Bom, chegando a Frente Sul, foram mais 4h30 de voadeira subindo o rio até a comunidade de Maturacá onde passamos mais uma noite.
No dia seguinte no dia 12 de Setembro demos início ao trekking. Antes de começar, pegamos novamente o barco e subimos por um outro braço de rio até o acampamento Tucano, onde começa a caminhada.
Daí em diante foram 4 dias para chegar ao acampamento base da montanha. Um ambiente repleto de lama e atoleiros que chegam até o meio da canela.
Todo cuidado é pouco no ambiente amazônico.
Os acampamentos são rudimentares, mas são os melhores possíveis levando em consideração o ambiente.
Dorme-se de rede e necessita 100% de um mosquiteiro ok?
Somente do acampamento base podemos ter um visual do Pico da Neblina. Até lá foi muito mato, lama, chuva, calor e frio.
Atingimos o cume no quinto dia 16/09 as 10:30 da manhã.
Foi uma grande emoção sem dúvida pisar no cume da montanha mais alta do Brasil, mas o maior presente nessa expedição foi o contato e a convivência com os indígenas Yanomamis.
Fiz dois grandes amigos Epitácio e Esmeraldino, além de poder conviver mais tempo com meu brother Gambá, que foi uma excelente companhia em todos os 8 dias de caminhada.
Fizemos nossa descida com 3 dias até Maturacá.

Estou em fase de término do manual "Yaripo" Sobre percepção, preparação e logística.
No manual eu conto um pouco mais sobre a expedição e também estarei detalhando bem alguns assuntos como equipamentos, como escolher ou fazer a manutenção dos mesmos.
Esse impresso será uma visão pessoal de como e porque funcionou pra mim determinadas técnicas e equipamentos. Lá eu também faço uma compilação da logística necessária e como planejar sua expedição, além claro da minha percepção pessoal da experiência.
Pude aprender bastante coisa nova nessa expedição, e colocar em prática outras que conhecia e para mim é muito enriquecedor ter uma oportunidade como essa.
Para os interessados em adiquirir o material completo impresso, favor enviar um e-mail para: manualdetrekking@gmail.com

O parque ainda está fechado a visitação, mas com previsão de reabertura para Julho de 2019.


Margens do Rio Negro em São Gabriel da Cachoeira.

Vista do barco para a Serra do Opota já nas proximidades de Maturacá.

Acampamento Base Yaripo.

Vista para o Yaripo / Pico da Neblina do acampamento Base.

Willian Peres
Willian Peres

Published on 10/05/2018 15:32

Performed from 09/09/2018 to 10/18/2018

Views

2858

5
Renan Cavichi
Renan Cavichi 10/05/2018 16:54

Uouuuu, que experiência incrível Willian! Além de uma missão importante uma grande conquista! Tenho certeza que o material que está produzindo vai ser grande valor para outros aventureiros / expedições.

Felix G Prieto
Felix G Prieto 10/07/2018 12:06

Parabéns!!!! Super legal

Fabio Fliess
Fabio Fliess 10/10/2018 16:58

Topzera demais Willian. Aguardando aquele manual caprichado hombre. Abraços.

Sabrina Marques
Sabrina Marques 02/17/2019 13:38

Demais!!! Sonho de todo montanhista no Brasil!

Marcelo Tartari
Marcelo Tartari 04/28/2019 22:49

Show de expedição Lugar remoto, gostaria de participar deste Trekking