AventureBoxExplore
Create your account
Travessia do Caparaó (ES-MG)

Travessia do Caparaó (ES-MG)

Travessia no Parque Nacional do Caparaó, com início na Portaria do Espírito Santo e fim na Portaria de Minas Gerais

Trekking Mountaineering Camping

Percurso: Portaria Pedra Menina/ES à Portaria Alto Caparaó/MG
Participantes: Keila Beckman, Andreina dos Santos, Tiago Louback e Ivanildo Mendonça
Fotos: Keila Beckman, Ivanildo Mendonça, Tiago Louback
Vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=7KpYmTBYP1E

Mais informações no blog Troupe da Trip AQUI

Uma travessia que seria muito fácil, se tivéssemos ido de carro até a Casa Queimada (para iniciar a travessia lá) e voltado de carro a partir da Tronqueira (para finalizar a travessia).Mas como nós gostamos de desafio, fizemos tudo a pé para dificultar um pouco as coisas... de portaria a portaria =D

Primeiro Dia: Portaria Pedra Menina/ES - Camping Casa Queimada

Iniciamos o primeiro dia na Portaria de Pedra Menina/ES. Foram 10 Km de subidas, subidas e mais subida, mas por estrada, o que facilita muito.

Apesar da caminhada ser feita só em estrada, nesse dia, não é nem um pouco entediante. Quanto mais se sobe mais linda a paisagem se apresenta ao nossos olhosA noite no primeiro local de camping (Casa Queimada) seria bem estressante, por causa de toda a bagunça que existe por lá, ante a facilidade de acesso. Mas, apesar de tanta gritaria e tantos rádios ligados ao mesmo tempo, acabou sendo uma noite muito agradável, de muitas risadas. Ivan, Tiago e Andreina, sempre de bom humor, me fizeram esquecer toda aquela zona do camping. Andreina em especial... ô garota que só consegue enxergar a parte boa das coisas, mesmo que nas piores situações.... FIGURAÇA . Assistam o vídeo e verão do que estou falando.

Segundo Dia: Camping Casa Queimada - Pico do Cristal

No dia seguinte, o camping amanheceu vazio, pois todos que lá estavam haviam subido até o Pico da Bandeira as 2:00 da manhã, para assistir ao nascer do sol. Nós decidimos que não iríamos lá neste dia, que acamparíamos no Pico do Cristal (para fugir da bagunça do Camping Terreirão) e no terceiro dia desmontaríamos acampamento e subiríamos até o Pico da Bandeira de mochila mesmo, afinal de lá até o Bandeira eram apenas 2 horas. É proibido acampar fora das áreas de camping estabelecidas (Macieira, Casa Queimada, Terreirão e Tronqueira), mas nós não somos obrigados a ter que aguentar a desordem que o Parque não consegue controlar. Se eles não querem que acampem fora dos campings, que coloquem regras no parque e acabem com toda aquela bagunça. Enquanto isso nós fugimos para o encontro do que fomos lá buscar... PAZ!!

Não encontramos logo de cara as áreas de camping que o Samuel Oscar nos indicou lá na base do Cristal, mas não foi nada difícil também. Bastou seguir os totens, sempre descendo e lá estavam elas.

Montamos as barracas, comemos um pouco e depois subimos o Pico do Cristal para assistir ao pôs do sol (também indicação do Samuca). Na subida ao Pico do Cristal nos deparamos com outras áreas que também dão para acampar (mais expostas ao vento) e no próprio cume também existia uma área (muito exposta ao vento).

Olhando lá de baixo parece uma subida difícil, porque é muito inclinado, mas até que foi fácil. Quem tem medo de altura certamente vai passar maus bocados porque tem áreas muito expostas a altura, mas é só ir com cuidado que tudo correrá bem. E valeu muito a pena... foi um lindo pôr do sol... visão de 360 graus e ao infinito...Fiquei com um pouco de receio de descer essa piramba no escuro, porque a nossa ideia era assistir ao pôr do sol lá de cima, mas acabou que, apesar da escuridão, descer foi mais tranquilo que subir. Depois de umas perdidinhas já lá embaixo, onde o GPS nos salvou, finalmente chegamos as nossas barracas. Comemos e capotamos. Esperávamos um frio de temperatura negativa, como é de costume por lá, mas não passou de 6 graus. No silêncio da noite ouvimos passos próximos as nossas barracas... parecia um animal... e um animal grande. Ninguém teve coragem de ir ver o que era... kkkkkkk

ATENÇÃO: Nós acampamos no Pico do Cristal porque não queríamos enfrentar no Terreirão (área de camping designada pelo Parque) a mesma bagunça que ocorreu na Casa Queimada. Não faça isso. Respeite as regras e cobre do Parque uma providência quanto ao barulho dos outros visitantes. (29/09/2017)

Terceiro Dia: Pico do Cristal - Pico do Calçado - Pico da Badeira - Terreirão - Tronqueira - Portaria Alto Caparaó/MG

No terceiro dia acordamos as 2:00 da manhã e as 3:00 partimos rumo ao Pico da Bandeira, para assistir ao tão famoso nascer do sol de lá.

Enquanto arrumávamos as mochilas já ouvíamos a gritaria do povo que subia da Casa Queimada. E quando encontramos com eles pelo caminho ficamos surpresos com tanta gente. Fileirinhas e mais fileirinhas de lanternas subindo a montanha na escuridão da madrugada, Todos por um objetivo comum (assistir ao nascer do sol), mas nem todos com a mesma filosofia.

Claro que eu queria a montanha só para nós; claro que o único barulho que eu gostaria de ouvir por lá era o do vento soprando na vegetação, mas nem sempre é como gostaríamos que fosse. Posso ter ficado revoltada por toda a zona do cume do Bandeira, mas tenho que procurar pensar como a Andreina... ver o lado bom das coisas. Todas aquelas pessoas poderiam estar na casa delas, numa caminha quentinha, dormindo, mas preferiram, por algum motivo especial subir aquela montanha (e não podemos desdenhar dos motivos particulares de ninguém). Antes uma pessoa a mais na montanha, que uma pessoa a mais na cama ou no sofá. Mas, por outro lado, enquanto essas pessoas não souberem respeitar a montanha, eu serei egoísta e preferirei que elas fiquem em suas camas e sofás. Foi uma tristeza enorme ver todo o lixo que eles deixaram por lá. Lixo que vai voar todo, montanha abaixo, pq eu duvido que o parque faça algum tipo de limpeza no local. =(

Bom, mas vamos parar de falar de coisas ruins e vamos voltar as coisas boas que foram infinitamente maiores... o nascer do sol no Bandeira.... ahhhhhh... como foi LINDOOOOOO.

Chegamos ao pico as 5:00 da manhã, escolhemos um lugarzinho no meio de todo aquele formigueiro de pessoas e esperamos o grande momento, num frio de 9 graus, mas cuja sensação térmica estava abaixo de zero com certeza. Eu estava de polartec, pluma, windstoper, no corpo inteiro, e ainda estava com frio. Nem no gelo continental eu senti tanto frio.

Depois de apreciar muito o nascer do sol e toda a paisagem grandiosa que se apresentou aos nossos olhos, iniciamos a nossa descida até a Portaria de Alto Caparaó/MG. No caminho passamos pelo Camping Terreirão, onde fizemos uma pausa para um lanche e conhecemos a tão famosa Casa de Pedra e continuando a nossa descida.Chegando a Tronqueira (local onde as pessoas normalmente pegam um transporte até a cidade) continuamos a nossa descida, a pé, até a portaria do parque, onde o nosso amigo Lucas Mattos​ nos resgataria, afinal, o nosso desafio não terminava alí. Tínhamos ainda 6 Km de estrada a enfrentar, descida abaixo.

A essa hora os joelhos já reclamavam, e, em certos momentos tivemos que começar a andar de costas para aliviar as dores. Realmente isso não foi uma brincadeira... andar de costas. Todos estavam com os joelhos arregaçados. Foi a única maneira de conseguir prosseguir com a caminhada... e nós prosseguimos... mesmo com os joelhos doendo, mesmo com vários carros parando pelo caminho para nos dar carona... nós prosseguimos... e concluímos mais uma linda travessia, com o único esforço dos nossos corpos... pq é assim que nos sentimos mais vivos. =)

Mais informações no blog Troupe da Trip AQUI

Keila Beckman
Keila Beckman

Published on 08/13/2015 20:33

Performed from 07/10/2015 to 07/12/2015

2 Participants

Andreina Ivanildo

Views

7987

12
Jonas Golart
Jonas Golart 08/18/2015 20:22

Acabei de subir o Pico no dia 15, realmente é muita fuleragem de gente subindo pra ver o por do sol, mas todo o ambiente que cerca o Pico da Bandeira é digno de ser visto e preservado. Parabéns pela sua travessia, na próxima vez quero fazer a mesma travessia que fizeste.

Hugo Carvalhaes
Hugo Carvalhaes 08/18/2015 23:09

Que espetáculo, parabens pela travessia e pelo belo video, ficou de mais!

Fabio Fliess
Fabio Fliess 09/02/2015 13:53

Parabéns pela travessia Keila. O vídeo ficou sensacional... Fiz essa travessia no ano passado, em um só dia, mas sem o perrengue de caminhar entre as portarias. Vocês andaram muito, principalmente até a portaria do ES... Caramba!

Keila Beckman
Keila Beckman 09/02/2015 19:03

Obrigada pessoal ;) Andamos pra caramba mesmo Fábio. Mas do lado do Espírito Santo compensa muito ir desde a portaria até o camping. O visual é muito bonito. Agora do lado de Minas, da tronqueira à portaria, é praticamente todo dentro da mata. Valeu mais pelo desafio.

Fabio Fliess
Fabio Fliess 09/03/2015 17:47

Muito legal... Parabéns!

Andreina
Andreina 04/13/2016 07:19

Agora que estou vendo os relatos!! keila!! Ficou D+!!!! E mesmo que seja "portaria a portaria" haha to dentro!!!!

Francisco
Francisco 05/14/2016 16:16

Muito bom, em Julho vou passar esse mesmo perrengue aí, Portaria Pedra Menina x Portaria Alto Caparaó atacando o pico do cristal, calçado e bandeira. Fui em 2014 pelo lado mineiro, mas estou muito curioso sobre o lado capixaba, e olha que sou do ES hein.

Rodrigo Azevedo
Rodrigo Azevedo 09/26/2019 21:37

Belo relato Keila! Em 2018 eu subi o Pico da Bandeira pelo lado mineiro e infelizmente vai muita gente sem preparo e que não respeita a montanha como ela deveria. Mas o que importa é o visual de lá que é incrível!

Keila Beckman

Keila Beckman

São Manuel - SP

Rox
367

Apaixonada por montanhas desde que estive pela primeira vez em uma delas, em 2011.

Adventures Map
www.troupedatrip.com

301 Following



Minimum Impact
Manifesto
Rox

Bruna Fávaro, Renan Cavichi and 385 others support the Minimum Impact Manifest