AventureBoxExplore
Create your account
Mergulho no Naufrágio Rio Negro - Ilha da Queimada Grande

Mergulho no Naufrágio Rio Negro - Ilha da Queimada Grande

Mergulho no navio naufragado "Rio Negro", afundado próximo ao costão da Ilha da Queimada Grande, litoral sul de São Paulo.

Diving


Mundialmente conhecida pela grande quantidade de cobras extremamente venenosas, a Ilha da Queimada Grande está localizada a cerca de 35km da cidade de Itanhahem, litoral sul do estado de São Paulo.

As jararacas que habitam a ilha, conhecidas como "jararaca ilhoa", não são encontradas em nenhuma outra parte do mundo, ou seja, são "endêmicas" do local, e, por conta disso, a ilha se tornou uma Área de Relevante Interesse Ecológico (ARIE) e o desembarque é proibido, tanto para a conservação do ambiente local, quanto para a segurança das pessoas (a quantidade de cobras é muito grande e o veneno é cerca de 7 vêzes maior que o veneno de uma jararáca normal, das que encontramos no continente).

A Ilha é rodeada de costões rocheosos e parcéis submersos, e é um conhecido ponto de mergulho recreacional do litoral de São Paulo. Lá é possivel mergulhar com cardumes, tartarugas, corais e até mesmo as raias manta gigantes, que podem chegar a 5 metros de envergadura!

Outras atrações submersas são os naufrágios. A ilha tem 3 deles, todos do lado voltado para o continente e próximos ao costão. Neste relato vou descrever o mergulho no naufrágio "Rio Negro".

O Navio Rio Negro pertenceu a Companhia Nacional de Navegação a Vapor, do estado do Rio de Janeiro e foi reconstruído em 1885. Era um navio de madeira, a vapor. Foi vendido ao Lloyde Brasileiro em 1890. Fazia a rota Rio de Janeiro a Buenos Aires, com escalas em Santos, Cananéia, Iguape, Paranaguá. Bateu no costão da Ilha de Queimada Grande no dia 17 de agosto de 1893.

Por se tratar de um navio de madeira e estar afundado a muito tempo (mais de 120 anos!) encontra-se no fundo bastante desmantelado, em profundidades variando de 8 a 15 metros. Ainda é possivel ver partes dos motores, caldeiras de vapor, cavername do casco e âncoras antigas. É um mergulho bastante seguro, há poucos pontos de enrosco e praticamente não há pontos de penetração, ou seja, é um mergulho fácil.

As ferragens do navio se tornaram um grande recife artifical, onde podemos encotrar muitos peixes, corais cérebro e até mesmo tartarugas.

O acesso a ilha só é possivel por barco, e há operadoras de mergulho que fazem o serviço de turismo subaquatico por lá. Para mergulhar nos naufrágios se faz necessário o curso de mergulho autônomo básico, sendo recomndável o nivel Avançado.

Saindo de Santos a viagem dura cerca de 2:20h e é possivel contratar os serviços das operadoras Cachalote (www.cachalote.com.br), Orion diver (https://www.facebook.com/orion.lajedesantos?fref=ts), ATM diver (www.atmdiver.com.br) ou Anekim (http://www.anekim.com.br). Todas as embarcações são lanchas cabinadas, normalmente sendo uma operação com dois mergulhos.

Saindo de Itanhahem, há uma operadora chamada Os Baeta Dive (http://www.osbaetadive.com.br), sendo que a viagem de barco dura uma hora em um bote rápido.

Leo Francini
Leo Francini

Published on 08/25/2015 11:58

Performed on 08/25/2015

Views

6042

3
Mariana Ricatieri
Mariana Ricatieri 08/25/2015 12:39

Aeeee, bem-vindo Leo! :)

Juliana Yuri Saviolli
Juliana Yuri Saviolli 08/27/2015 11:13

muito chique esse marido!

Renan Cavichi
Renan Cavichi 08/27/2015 11:14

;)

Leo Francini

Leo Francini

Santos, Sao Paulo, Brasil

Rox
24

Biólogo por formação, Instrutor de mergulho e fotografo profissional. Um dia ainda chego no Paraíso das Cachoeiras!!

Adventures Map

618 Following



Minimum Impact
Manifesto
Rox

Peter Tofte, Renan Cavichi and 396 others support the Minimum Impact Manifest