AventureBoxExplore
Create your account
Travessia da Serra Velha - Ingá (PB)

Travessia da Serra Velha - Ingá (PB)

Dois dias trilhando no semiárido Paraibano

Trekking Camping

Continuando a falar sobre trilhas e travessias no Nordeste, essa foi uma das trips que mais gostei de fazer por aqui. Trata-se de uma travessia de dois dias, com direito a acampamento selvagem, de cerca de 22km de extensão em meio ao semiárido nordestino, percorrendo a Serra Velha, situada nas imediações do município paraibano de Ingá.

A trip foi organizada pela Cometa Aventura, empresa muito tradicional de trilhas com base em Recife (PE), e penso ter sida uma das primeiras do gênero a ser realizada naquela região. Infelizmente, a Cometa virou, nos ultimos três anos, uma empresa de passeios ecológicos voltada para um publico mais velho e que dificilmente toparia um acampamento selvagem, então as chances da empresa voltar a organizar uma trip dessa são zero... Mas quem tiver interesse (e vale muito a pena!) sempre pode organizar um grupo por conta propria e contatar diretamente os moradores locais responsáveis pelo guiamento: Dennis Mota e Marquinho, duas pessoas da melhor qualidade.

Não foi um trekking particularmente dificil, e nem poderia ser pra mim: fazia apenas alguns meses que havia feito um cirurgia para retirada de pedra da vesícula, descoberta da pior forma possivel (uma crise braba enquanto fazia a Travessia Petropolis Teresopolis, na Serra dos Orgãos). Porém, não se trata de um simples passeio de forma alguma: o inicio da trilha tem um trecho de subida forte que, combinada com o calor do semiarido nordestino, deixou todos bastante cansados e ofegantes; uma ou duas pessoas mais inexperientes chegaram a realmente passar mal nesse começo.

Um fato engraçado é que enquanto todo mundo penava para subir aquele trecho de ladeira, um grupo de moradores locais (o trekking começa em área rural, com algumas casinhas de moradores pela região), subia tranquilamente, rindo e conversando como se tivessem caminhando na pracinha da cidade, e nos ultrapassou com uma facilidade impressionante. Quando terminamos de subir esse trecho, chegamos em uma área que ainda fazia parte da zona rural, e fomos recepcionados pelos mesmos moradores da região, gente gentil e generosa (comemos bolo!) e que adora puxar uma conversa. Nesses quase cinco anos fazendo trilhas pelo nordeste, é sempre curioso notar o olhar dos moradores locais para nós, esse bando de gente estranha que aparece "da cidade" pra andar pelo mato...

O final do primeiro dia de caminhada terminou relativamente cedo, antes das 16h, e fomos rapidamente montar acampamento para dar tempo de aproveitar o por do sol local. Nas proximidades da área onde montamos nossas barracas existem inumeras formações rochosas de grande beleza, as quais escalaminhamos sem dificuldade. Na volta para o acampamento, os guias prepararam uma pequena fogueira (permitido porque é tudo área privada), preparamos a janta e conversamos. Fui dormir cedo devido ao cansaço (ainda não me sentia 100%). Infelizmente o frio que se esperava sentir de madrugada não deu o ar de sua graça e acabei passando bastante calor naquela noite, dentro da barraca.

No amanhecer do segundo dia, preparamos sem pressa o café da manhã, levantamos acampamento e prosseguimos para o trecho final do trekking. É nesse dia que passamos por uma formação rochosa espetacular que fornece uma foto MUITO massa para quem topa escalaminhar até o topo (eu não topei, então a foto que está no album mostra o Marquinho, um dos guias da trilha). Terminamos a trilha no começo da tarde, e prosseguimos de volta para Recife.

As fotos do album foram tiradas pela lenda das trilhas do nordeste, Srta. Zeneide Leal, e os créditos são todos pra ela.

Priscila Matias
Priscila Matias

Published on 06/30/2018 22:53

Performed from 09/26/2015 to 09/27/2015

Views

2461

7
Renan Cavichi
Renan Cavichi 07/02/2018 10:01

Priscila que demais esses relatos! Meu pai é de João Pessoa e tem uma paixão especial pela Paraíba, a família acabou vindo parar aqui no sudeste por conta do meu avô! Em uma oportunidade, alguns anos atrás, estivemos em João Pessoa e Cabedelo, ele sempre quis levar eu e minhas irmãs para conhecer sua terra natal! Visitamos o litoral mas nem imaginava que existiam esses destinos de trekking! Agora temos mais motivos pra voltar! Obrigado por compartilhar!

Priscila Matias
Priscila Matias 07/03/2018 17:34

Obrigada Renan, fico muito feliz com o seu comentario porque o objeto é justamente esse, mostrar que tem roteiros para trekking e travessias no Nordeste tbm. Morei por tres anos em Joao Pessoa, e me mudei recentemente pra Recife porque é onde mora minha familia, mas tenho saudades da Paraiba, é um estado de muita beleza natural. Seu pai deve ter ficado bem triste por sair daqui, não conheço joaopessoense que nao seja absolutamente apaixonado por sua terra. Quando voltar pra passear por essas bandas e quiser o contato de algum guia pra fazer uma trilha bacana nao hesite em entrar em contato.

Edinho-Sua Casa É O Mundo
Edinho-Sua Casa É O Mundo 01/14/2021 22:49

Oi Priscila! Adorei o relato e fiquei curioso para descobrir esse local. Acabamos de nos mudar para João Pessoa e estamos em busca de destinos para caminhada. Você teria o tracklog dessa travessia ou poderia indicar o ponto de partida? Desde já, grato!

Priscila Matias
Priscila Matias 01/16/2021 09:54

Oi Edinho! Que bom que vc será nosso vizinho! Moro em Recife agora mas passei quatro anos em João Pessoa, é uma cidade excelente para quem gosta de praticar esporte. De cara, se vc gosta de orientação, te recomendo fazer parte de algum clube do orientação na cidade, Paraiba possui um dos maiores e mais tradicionais campeonatos estaduais de Orientação, estou sempre participando, mesmo tendo me mudado. De parque estadual, a minha paixão e um dos lugares mais lindos do nordeste é o Parque da Pedra da Boca, lá dá para acampar com estrutura, acampar selvagem, fazer trilhas e também se vc escala é a meca das vias na Paraiba. Outro parque legal para fazer trilha (já teve uma etapa do campeonato de orientação nele) é o Mata do Pau Ferro, em Areia, e de cara vc conhece essa região da Paraíba, que é serrana e bem histórica. Já fiz trilha na região de Cabaceiras também, e perto tem o famoso lajedo do Pai Mateus.

Priscila Matias
Priscila Matias 01/16/2021 12:31

Infelizmente não tenho tracklog de nada, mas posso te passar o contato que eu tinha do guia, o Dennis: (83) 99135-8000 / (83) 99145-9418; não sei se esses números ainda são dele, se vc não conseguir me avisa que eu vejo se consigo com outra pessoa. No nordeste, não se recomenda fazer trilha sem guia, só na base do tracklog (exceto nos parques estaduais), porque as trilhas são feitas em terrenos particulares, e pode dar ruim vc entrar em locais assim sem um local junto, é uma questão de segurança. Precisando, entra em contato comigo que eu ajudo como puder @pris.matias. Ah, eu li o relato de vcs do PCT e amei muito, tenho vontade de fazer um trecho algum dia. Quem sabe a gente não pode fazer uma trip ai na Paraiba juntos? Abraços!

Edinho-Sua Casa É O Mundo
Edinho-Sua Casa É O Mundo 01/17/2021 19:56

Gratidão pelo feedback. Estamos organizando a vida e em breve entramos em contato. ;)

George Araujo
George Araujo 06/30/2021 10:25

Muito bonito esse trecho. Em 2015 eu fiz parte dessa rota de bike saindo de campina grande, passando por galante, Fagundes, serra velha, ingá e Itatuba. Recomendo pra vc que é destemida fazer de Itatuba até o distrito pirauá até a pedra do bico.