AventureBoxExplore
Create your account
Corcovado de Ubatuba

Corcovado de Ubatuba

Relato de caminhada ao Corcovado de Ubatuba, realizada em junho de 2019.

Mountaineering Hiking

No terceiro relato resgatado no período de isolamento social, conto sobre a investida ao Corcovado de Ubatuba, em 2019. Você pode comparar nossa experiência com esse relato da Suelen Nishimuta, também aqui na AventureBox. As experiências podem ser diferentes mas certamente se complementam!

Relato publicado no Boletim do Centro Excursionista Brasileiro, edição Maio/Agosto de 2019. Disponível em www.ceb.org.br.

Siga o @centroexcursionistabrasileiro

Desde criança frequento o litoral norte paulista com meus pais, uma região com significado bastante especial para a nossa família. “Descer” de minha terra natal, São José dos Campos, para o litoral, pela imponente Serra do Mar, sempre foi especial, principalmente quando fazíamos o caminho pela Rodovia Oswaldo Cruz. O trajeto entre Taubaté e Ubatuba passa por São Luís do Paraitinga, famosa pelo carnaval das marchinhas, e os poucos 4 km do trecho de serra da rodovia, que serpenteiam as encostas com impressionantes curvas de quase 180º, são sempre marcados pelo cheiro de embreagem e freio queimados e a quantidade absurda de calotas, que se soltam das rodas dos carros e ficam pelos cantos.

Nos últimos anos, já vivendo a vida de montanhista de forma mais intensa, sempre fui a Ubatuba pensando nos atrativos que o Parque Estadual da Serra do Mar abrigava. Descobri então o Corcovado de Ubatuba, pico com aproximadamente 1160 metros de altitude que se tornou um desejo pessoal. Nesse ano de 2019, me juntei aos parceiros Fernanda May, Andressa D’Agostini e Thiago Cruz para explorarmos juntos o local.

Saímos do Rio na sexta feira, 3 de junho, à tarde, rumo à Ubatuba. No sábado cedo, por volta das 05:30 da manhã, encontramos com dois monitores ambientais da Associação Coaquira, responsável pelo controle de acesso à trilha do Corcovado, que nos acompanharam na caminhada. Após um bate papo inicial e um gostoso café na casa do sr. Tozaki, partimos às 06:40 horas rumo ao Corcovado. A caminhada tem início em áreas particulares, cruzando rios e alguns caminhos compartilhados abertos pelos caminhantes, caçadores e índios que habitam a região. Rapidamente adentramos a vegetação bastante úmida da Mata Atlântica, caracterizada como floresta ombrófila densa. Nos primeiros 1,5 km metros, subimos da cota 30 até a cota 100 metros, onde deixamos de percorrer áreas particulares e entramos no Parque propriamente dito. Dali pra frente foi um toca pra cima bastante forte, com três pontos para o reabastecimento de água antes do cume.

Belo exemplar da flora da região (Foto: Fernanda May)

Após 3:20 horas de subida chegamos na crista da escarpa. É realmente nítido como o relevo funciona como uma barreira para a umidade que vem do mar em direção ao continente, fazendo a parte baixa ter um dos maiores índices pluviométricos do Brasil. Na parte alta o solo é mais raso e menos desenvolvido, razão pela qual a vegetação encontrada é diferente. Pudemos observar ao menos quatro tipos de orquídeas e outros diferentes tipos de bromélias no trecho de aproximação ao Corcovado, este bem menos íngreme e já com um incrível visual do Oceano Atlântico. A caminhada de aproximação pela crista é um dos pontos altos do atrativo e possui um cenário realmente bonito, que por si só vale todo o esforço da subida.

Na aproximação ao cume, beleza em cada detalhe (Foto: Fernanda May)

Fizemos o cume após quatro horas de caminhada, mantendo um ritmo bastante razoável e com poucas paradas. Lá pudemos almoçar com calma, curtir o visual espetacular e registrar nossa subida e os 100 anos do CEB no livro de cume. Observando a paisagem no sentido leste, foi possível contemplar toda a enseada de Ubatuba e boa parte da Costa Verde. Para oeste, observamos a transição para o relevo de mares de morros, sentido Vale do Paraíba paulista.

Os 1.160m de altitude do Corcovado (Foto: Fernanda May)

Todo o grupo reunido no cume. CEB 100 anos!

Panorâmica no cume (Foto: Alexandre Slavik)

A subida forte implicou na descida delicada, pela altura dos degraus e a consequente sobrecarga nas articulações. Mas foi do jeito que a gente gosta: cansativa, cheia de histórias e sorrisos. Após pouco mais de três horas, ao chegar novamente na casa do sr. Tozaki, fomos recebidos com suco fresco, mandioca (sim, lá é mandioca mesmo) frita e mais café. Totalizamos 10,5 km percorridos em dez horas de atividade, incluindo o tempo das paradas. O banho de mar acabou ficando para o dia seguinte, mas era imperdível nesta região tão bonita do litoral brasileiro.

DICAS:

O Pico do Corcovado está em área do Parque Estadual da Serra do Mar e possui acesso controlado. Agende sua visita de acordo com a entrada escolhida:

– Pela parte alta, através do Núcleo Santa Virgínia, no município de Natividade da Serra – Tel. (12) 3671-9159/9266 – nucleosantavirginia@gmail.com.

– Pela parte baixa, através do Núcleo Picinguaba, no bairro Corcovado em Ubatuba. O acesso é controlado pela Associação Coaquira de Guia de Turismo, Monitor e Condutor de Ubatuba – Tel. (12)99659-8232 – ac.corcovado@gmail.com.

Rafael Damiati
Rafael Damiati

Published on 04/06/2020 09:28

Performed on 06/04/2019

1 Participant

Maria Fernanda May

Views

477

4
Bruno Negreiros
Bruno Negreiros 04/06/2020 10:41

Porra...vou lá quando acabar isso!

Rafael Damiati
Rafael Damiati 04/07/2020 08:11

Boa Bruno! 👊🏼

Rogério Alexandre Francis
Rogério Alexandre Francis 04/20/2020 06:43

grande pernada! ... a orquídea do relato é uma sophronitis... linda

Alma Outdoor
Alma Outdoor 08/13/2020 13:02

Pouts!!! faz anos que quero fazer esse cume!!! lindo demais! parabéns !

Rafael Damiati

Rafael Damiati

Rox
472

World explorer by profession and fun @damiati

Adventures Map
instagram.com/damiati

6523 Following



Minimum Impact
Manifesto
Rox

Renan Cavichi, Bruno Negreiros and 385 others support the Minimum Impact Manifest


Together
Inclusive Adventures
Rox

Fabio Fliess, Peter Tofte and 142 others support the Together page.