AventureBoxExplore
Create your account
Monte Fuji, Rota Fujinomiya (Parte 1: Estações 5~9)

Monte Fuji, Rota Fujinomiya (Parte 1: Estações 5~9)

A primeira "aventura" a gente nunca esquece!

Hiking Mountaineering

“A wise man climbs Mt. Fuji once, a fool climbs it twice.”
– Japanese proverb.

parte 2: https://aventurebox.com/satoedu/monte-fuji-rota-fujinomiya-parte-2-estacoes-9fim/report

De vez em quando lembro que fiz essa loucura, mas vivo esquecendo de publicar em algum lugar. Bom, vamos lá...

Aquela foto clichê que você puxa da memória quando lembra do Japão. Fonte: Wikimedia

Aviso: Quase dez anos depois estou escrevendo o relato de cabeça, então muita coisa vai ficar de fora.

13/Ago/2007, estava no Japão já há dois anos na vida de operário. Serviço cansativo, 8, 10, 12 horas parafusando eletrônicos com intervalos suficientes para ir ao banheiro e tomar água. Ou seja, completamente sedentário e acima do peso, casado na época. Mas lia sobre as aventuras, e das pessoas que subiam o Monte Fuji, símbolo do Japão, montanha sagrada, ponto mais alto e local de peregrinação. Agosto no Japão é época do feriado de Obon, o equivalente do nosso Finados. A diferença é que ele vira um feriadão de uma semana em média, e sendo no pico do verão, é a época em que os japoneses viajam em massa pra fora das metrópoles, pra passear ou voltar à terra natal para homenagear os antepassados. Estava lá de bobeira (férias na fábrica), derretendo nos 35 graus sem ar-condicionado quando pensei "porque não?". Meia hora de pesquisa na internet, compras, fazer mochila e partiu. Na época morava na província de Gifu, cidade de Kani, e saí com destino ao ponto mais alto do Japão. Antes, alguns fatos:

  • O monte Fuji é um vulcão considerado ATIVO, que está dormente. A última erupção foi em 1707;
  • Altitude: 3.776 m;
  • Na sua base fica a floresta de Aokigahara, que tem fama de mal-assombrada. Vocês já devem ter lido ou visto algum documentário sobre a "floresta dos suicídios". É essa mesma;
  • A temporada turística de subida vai de Julho a Setembro; fora dessa época é arriscado subir, não há estrutura e o risco de acidentes aumenta por causa dos fortes ventos, tempestades e avalanches;
  • Existem quatro trilhas: Yoshida, Subashiri, Gotemba e Fujinomiya, cada uma com suas características. Este relato se deu pela Fujinomiya, por ser de acesso mais fácil de quem vem do sul. Além do mais, o desnível da quinta estação até o cume é menor (a trilha inicia aos 2400m).

Projeto de aventureiro de primeira viagem, fui na onda do ~oxigênio enlatado~ que disseram ser útil para dar um fôlego na subida. Não senti diferença nenhuma...

Serviu pra nada

Saí de Kani cedo, primeiro erro: não pegar um trem direto. Pensei que, de férias, pegaria um trem normal (adoro trens, diga-se de passagem) e iria de estação em estação até Fuji. Cheguei moído depois de cinco trocas de composição.

Vista da janela

Chegando na estação de trem (JR Fuji), é necessário comprar a passagem do ônibus que vai até a quinta estação. Tem opção de comprar ida e volta. O ônibus foi lotado, gente em pé se apertando, ouve-se várias línguas.

O ônibus sobe e sobe até a quinta estação da rota Fujinomiya. A essa hora você deve estar se perguntando "e as outras estações anteriores?" Há, de fato, as estações 1, 2, 3 e 4, mas absolutamente todos começam da quinta. Só hikers aficionados e peregrinos começam da base e não achei muitas informações, só sei que parece uma caminhada longa e chata.

Acima das nuvens

Chegando à quinta estação por volta de umas 19 horas, parti para comprar um bastão, água e cartões postais.

"most highest"

Bastão: Y1000 (por volta de US$10) sem guizo; Y1200 (aprox. US$12) com guizo. Em todas as estações você poderá comprar um carimbo com ferro quente (Y200, se não me engano e nas últimas acho que era Y400) no bastão pra levar de recordação.

Dica: Se esqueceu alguma coisa, aqui é o último lugar recomendável pra comprar. Conforme você vai subindo, o preço vai subindo até ficar umas 5x mais caro no cume! (pense na logística de abastecimento...)

Começa a subida por volta de 20 e plocs, junto com uma procissão de gente. Em nenhum ponto você estará sozinho, será sempre ultrapassado e ultrapassará alguém. Não tem muito mistério: siga as formiguinhas que é só morro acima, eventualmente você passa por alguma estação. Aproveite pra descansar, carimbar seu bastão e seguir em frente. Como meu porte físico de levantador de doraiba (parafusadeira) me abandonou, parei na sétima estação para descansar por um tempo maior e começou a dar sono, visto que estava a mais de 18h andando desde casa. Por causa do frio, tirei o escorpião do bolso e me vendi por uma cama no refúgio por algumas horas (não lembro quanto, mas acho que era algo por volta de Y5000~Y6000).

Foco: não tem

Pré-morte

refúgio; parte da loja/lanchonete

good morning, sunshine

Acordei por volta das 8 e perdi o sol nascendo, azar. Da próxima eu vejo lá de cima, obviamente pensei. Claaaro. Botei a cabeça pra fora do refúgio e tive essa vista:

Agora sim, consegui vislumbrar a grandiosidade do lugar. Que paisagem!

Pequena interrupção para a rotina matinal e segue o tranco!

Próxima parada: oitava estação (3250m): Bem congestionado, juntou o povo que já estava descendo também.

Oitava estação, graças.

Carimbando o bastão. E seguindo em frente, passamos por um torii, pra relembrar que a montanha é um local sagrado...

Um simpático Jizô ao longo do caminho...

E esse poste, onde os passantes colocaram moedas de 1 iene nas rachaduras. Não sei se é alguma simpatia, mas não custa (literalmente, 1 iene é ~1 centavo de dólar...)

Continua...

Parte 2: https://aventurebox.com/satoedu/monte-fuji-rota-fujinomiya-parte-2-estacoes-9fim/report

Eduardo Sato
Eduardo Sato

Published on 11/03/2016 02:43

Performed from 08/13/2007 to 08/15/2007

Views

3603

4
Renan Cavichi
Renan Cavichi 11/03/2016 11:59

Sensacional Sato! Muita vontade de conhecer o Japão!

Eduardo Sato
Eduardo Sato 11/03/2016 22:38

Obrigado Renan! Cara, se tiver a oportunidade, vá um dia sem pensar muito. Vai mudar a tua vida!

Peter Tofte
Peter Tofte 11/08/2016 09:07

Que legal Sato! Parabéns pela aventura.

Eduardo Sato
Eduardo Sato 11/09/2016 20:02

Obrigado Peter!